Publicidade

A esperança enfrenta a morte

  • em


Do cruzamento da crise da pandemia com a crise econômica e social, ambas promovidas pelo governo Bolsonaro, nasce a esperança de mudança do Brasil com Lula, uma esperança especialmente fertilizada pela decisão de 7 a 2 do Supremo que reconhece a inocência do ex-presidente e a suspeição de Moro como juiz ladrão.

 

O reconhecimento oficial de que Lula foi condenado e preso injustamente vai se alastrar rapidamente nesse ambiente de grande indignação nacional contra o genocida Bolsonaro e pulverizar ainda mais a falsa alternativa da chamada terceira via, inventada por setores da direita liberal que se afastaram de Bolsonaro mas não aceitam a volta de Lula.

 

É uma nova situação política, nascida da anterior, que já era de oposição a Bolsonaro, mas vai ter um acento mais forte na crescente união nacional para a superação dessas políticas de morte e de fome.

 

Quando a CPI do Genocídio começar a funcionar, especialmente se for confirmada a relatoria do senador Renan, que articula o centro parlamentar aliado a Lula, a conjuntura oposicionista vai se mover com mais definições, em particular quanto ao afastamento e impeachment de Bolsonaro.

 

Val Carvalho – escritor e militante de esquerda.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *