Publicidade

Zé Ricardo cobra informações do governo federal sobre aeronaves da ONU que farão o transporte de oxigênio ao AM

  • em



Em nota oficial dirigida ao governo federal, o deputado Zé Ricardo (PT-AM) cobra liberação das aeronaves da ONU que transportarão oxigênio para o Amazonas

 

A oferta de aviões da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Governo dos Estados Unidos (EUA), para transportar oxigênio ao Amazonas, ainda não se concretizou por conta de um possível atraso nessa análise pelos Ministérios da Saúde e das Relações Exteriores. Mas diante do colapso na saúde do Estado, em razão da pandemia de Covid-19 e agravada ainda mais pela falta de oxigênio, o deputado federal Zé Ricardo (PT/AM) enviou pedido de informações aos dois Ministérios, cobrando os motivos dessa demora e a imediata liberação dessas aeronaves para o transporte de um insumo crucial à saúde na região.

 

O parlamentar também está agendando reuniões presenciais nos escritórios da ONU e da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) no Brasil, para verificar a real situação dessas demandas.

 

“Estamos vivendo uma situação dramática na saúde do Amazonas por conta da pandemia. Neste mês de janeiro, atingimos todos os recordes em número de casos de Covid (mais de 267,3 mil) e de mortes (mais de 8,1 mil), já que a falta de oxigênio agravou ainda mais o que já estava em colapso. Manaus e os municípios do Amazonas viveram dias de caos e ainda necessitam com urgência de muitos cilindros de oxigênio. São vidas que precisam ser salvas e não podemos aceitar demora nas ajudas que chegam. Tanto a ONU quanto o Governo dos EUA disponibilizaram aeronaves para o transporte de oxigênio desde o dia 16 de janeiro. Por que o Governo Federal está demorando tanto para essa autorização? Essa liberação tem de acontecer imediatamente”, declarou Zé Ricardo.

 

Em requerimento, ele está cobrando as seguintes informações: quando o Ministério tomou ciência da oferta da ONU e do Governo dos EUA para ajudar o Amazonas com oxigênio? Quais os motivos da demora nessa análise? Quando esse Ministério soube que faltaria oxigênio na rede de saúde do Estado do Amazonas? Esse Ministério respondeu para a ONU e para os EUA as tratativas de oferta de oxigênio para o Estado do Amazonas? Quais as medidas estão sendo tomadas para garantir o abastecimento de oxigênio nos municípios do Estado do Amazonas?

 

De acordo com denúncias veiculadas pela imprensa, o Ministério da Saúde e o Governo do Amazonas teriam recebido há mais de duas semanas, em 16 e 18 de janeiro, ofertas de três aeronaves, duas da ONU e uma do Governo dos EUA, para transportar oxigênio até o Amazonas. Como resposta, o Ministério da Saúde teria dito em nota que a proposta está sob análise do departamento de logística, devido às peculiaridades técnicas.

 

 

 

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *