Publicidade

Viva o dia das professoras e dos professores!

  • em



Certa vez, o educador, teólogo e escritor Rubem Alves comparou a Educação à música A Banda, de Chico Buarque. Ele lembra que cada personagem da música vivia ensimesmado, envolvido puramente com sonhos individuais, mas quando a banda passa e toca coisas tão bonitas, todos se envolvem no mesmo sonho coletivo. Alves acredita que é assim que eles se tornam um povo, e não mais um somatório de indivíduos. Para ele, a Educação tem esse mesmo poder: dela é que surge um povo.

 

É uma linda metáfora que trata da realidade do nosso trabalho, de professores e professoras. Nas salas de aula, socializamos conhecimentos acumulados historicamente pela humanidade, o que faz de nós importantes agentes da democracia. Apresentamos as referências éticas e morais necessárias à formação de cidadãos e cidadãs conscientes, que prezem pela gentileza e por justiça, que respeitem as diferenças e busquem ser sempre a melhor versão de si mesmos.

 

Sinto muito orgulho de ser professora da nossa categoria há 28 anos, que, além da beleza do ofício, construiu um legado de lutas que marca a história do DF e do Brasil. Nunca tivemos medo de defender e proteger nossos direitos, nossos colegas, nossas escolas, nossos estudantes. Colecionamos belas conquistas e estivemos sempre juntos também nos maus momentos, porque tão importante quanto a vitória é olharmos para o lado e sempre encontrarmos uns aos outros. Estamos e estaremos sempre juntos, pertencendo e construindo o mesmo processo coletivo.

 

Enfrentamos um dos piores momentos de nossas vidas com a pandemia da covid-19. Sentimos medo, muitos perdemos familiares e amigos queridos, inclusive colegas. Tornou-se clichê afirmar que tivemos que nos reinventar, mas foi exatamente o que aconteceu. Adaptar-se a uma realidade nova, desenvolver habilidades que não tínhamos, adequar-se a novas metodologias e à mediação das novas tecnologias e ferramentas para a transmissão de conteúdos. Trabalhamos dobrado ou triplicado, e tivemos que suportar a injustiça de nos acusarem do contrário.

 

Felizmente, no que se refere à pandemia, o pior passou. Mas o país ainda vive um momento muito triste, com a Educação sob ataque, milhões em situação de miséria, desmonte do serviço público. Agora é hora de olhar para frente, e seguirmos juntos para defender nossa carreira, nosso trabalho, nossa escola e nossos estudantes dos ataques daqueles que transformaram a Educação em inimiga e puseram os professores(as) sob permanente suspeita. Por tudo isso, o desafio maior será o de defender o caráter público da educação.

 

Nunca tivemos medo de lutar e não será agora, que nossa ação é tão necessária, que iremos nos intimidar. A força que temos vem da beleza do nosso trabalho e da esperança no amanhã: da Educação nasce um povo.

 

Feliz dia do professor e da professora!

 

(*) Por Luciana Custódio, professora da SEDF e diretora do Sinpro-DF




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *