Publicidade

USP recebe recursos para desenvolvimento de fármacos com a iniciativa privada

  • em



Com apoio financeiro da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), pesquisadores da USP vão buscar soluções para desafios da indústria farmacêutica

 

 

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), que deveria atuar apenas no setor público por se tratar de área estratégica para o desenvolvimento científico do País, está oferecendo apoio financeiro para projetos inovadores na área de fármacos ou biofármacos em conjunto com a iniciativa privada. São R$ 20 milhões não reembolsáveis e disponíveis em quatro novas unidades da instituição, duas delas na USP: a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e o Centro de Inovação em Fármacos (Ceinfar), formado por pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) e da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF).

 

 

As empresas farmacêuticas apresentarão os seus principais desafios tecnológicos e terão acesso à infraestrutura dos centros de pesquisa e suporte técnico dos pesquisadores. Os projetos podem envolver a criação de medicamentos, a partir de novas moléculas e princípios ativos; proteínas terapêuticas; kits diagnósticos; ensaios clínicos e pré-clínicos; produção de hemoderivados, entre outros.

 

 

“Podemos unir o conhecimento empresarial acumulado na indústria farmacêutica com a expertise e competência dos pesquisadores das unidades Embrapii e, assim, contribuir com o aumento da disponibilidade de insumos nacionais e da produção de novos fármacos e biofármacos desenvolvidos no País”, destaca o diretor-presidente da Embrapii, Jorge Guimarães.

 

 

Para o professor Rui Alberto Ferriani, diretor da FMRP, trata-se de uma grande oportunidade de mostrar a competência científica dos pesquisadores da USP. “Podemos contribuir para a ampliação do desenvolvimento de novos fármacos que possam melhorar a qualidade de vida da população”, disse nas redes sociais da Faculdade.

 

 

O professor e diretor geral da nova Unidade Embrapii na FMRP, Fernando de Queiroz Cunha, citou os benefícios da iniciativa para a saúde pública. “Os impactos esperados do credenciamento ocorrem em maior âmbito na produção de medicamentos e testes diagnósticos que poderão atender a população em geral, mas certamente, com mais ênfase, ao Sistema Único de Saúde (SUS), gerando um impacto na economia e saúde do país”.

 

 

No Ceinfar, coordenado pelo professor e pesquisador Humberto Ferraz, da FCF, a proposta de trabalho do centro sediado no campus da capital envolve grandes empresas farmacêuticas, nacionais e estrangeiras, assim como startups que atuam na área de desenvolvimento de fármacos e formulações farmacêuticas.

 

 

“Os recursos da Embrapii irão permitir que parcerias com empresas possam ser ampliadas, já que o custo de um projeto contratado por uma empresa será reduzido a um terço. A Embrapii entra com um terço em recursos, sobretudo para contratação de pessoal e serviços, a USP com outro terço, na forma de infraestrutura e recursos humanos, e a empresa contratante entra com o outro terço a serem investidos na Universidade para a execução do projeto”, explica Luís Carlos Ferreira, pesquisador do ICB e vice-coordenador do centro.

 

 

Projetos de inovação

 

 

O credenciamento das novas unidades da Embrapii deve gerar cerca R$ 60 milhões em projetos de inovação, já que, ao financiar um terço do valor dos projetos com recursos não reembolsáveis, a instituição exige contrapartida financeira da iniciativa privada e aportes das instituições de pesquisa envolvidas nos projetos.

 

 

Criada em 2013, a Embrapii faz a gestão de recursos públicos vindos dos ministérios da Saúde, Educação e Ciência e Tecnologia para o financiamento à pesquisa e inovação mediante contrapartida.

 

 

As outras duas unidades que receberão apoio financeiro da Embrapii são a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (ID’Or). Os recursos dessa chamada são oriundos do Ministério da Saúde.

 

 

Com informações da Embrapii e da FMRP




 

 

SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

O Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *