Publicidade

Uso de máscara é obrigatório no RS a partir desta segunda

  • em


Novo formato de distanciamento controlado começa a valer, a partir desta segunda, 11 no Rio Grande do Sul. As novas regras integram o Decreto 55.240 de 10 de maio, publicado no Diário Oficial do Estado. O uso de máscara passa a ser obrigatório em todo o território gaúcho. Cores de bandeiras, de acordo com a evolução do contágio de coronavírus, vão identificar 20 regiões.

 

São previstos quatro níveis de restrições, representados nas cores amarela, laranja, vermelha e preto. Cada região será avaliada por meio de 11 indicadores consolidados em dois grandes grupos com pesos iguais na definição final:

 

  • propagação (velocidade do avanço, estágio da evolução, e incidência de novos casos sobre a população);
  • capacidade de atendimento.

 

As regras mais severas, ou seja, o uso da bandeira vermelha, são aplicadas para a região do Vale do Taquari, onde está localizada a cidade de Lajeado, devido aos surtos de Covid 19. As normas valem também para os 37 municípios que têm Lajeado como referência na região. Independentemente da cor das bandeiras, alguns protocolos devem ser cumpridos de modo geral. Entre estes, o distanciamento entre as pessoas, higienização das superfícies e do teto dos ambientes ocupados.

 

O uso de máscaras, segundo o decreto, é obrigatório nas ruas e ambientes com grupos de pessoas em todo o território gaúcho. O regramento foi concebido pela Secretaria de Planejamento. O que determina as cores são 11 indicadores de propagação do coronavírus e a capacidade do sistema de saúde de atender os pacientes, como explica Leany Lemos, responsável pela pasta. A fiscalização será feita pelos municípios, por meio de suas instâncias locais e de órgãos de vigilância sanitária com apoio do Estado.

 

Os dados do distanciamento controlado serão monitorados diariamente, mas a atualização da bandeira de cada região ocorrerá semanalmente.

 

Foto – Felipe Dalla Valla Valle/ Palácio Piratini – Modelo de distanciamento controlado no RS foi detalhado pelo governador Eduardo Leite

 

 

  • Compartilhe