Publicidade

TVT, 12 anos, cresce nas redes, caminha para o ‘streaming’ e alcança o Caribe

  • em



Primeiro canal aberto outorgado a uma entidade de trabalhadores, a TVT dialoga com quem constrói a transformação, no Brasil e no mundo. Seja parte dessa história

 

 

TVT completa 12 anos no ar nesta terça-feira (23). Na última década, o primeiro canal outorgado a uma entidade de trabalhadores no Brasil consolidou-se como espaço dos movimentos sociais e dos trabalhadores na TV aberta, o canal 44.1 (Grande São Paulo). Além disso, caminha para fechar o ano com 1 milhão de inscritos no YouTube – está com 875 mil. Também nessa rede, a emissora criou um canal de “pílulas”, onde o usuário encontra recortes de entrevistas e reportagens, conforme sua área de interesse.

 

 

A emissora foi outorgada em 2009, no governo Luiz Inácio Lula da Silva, à Fundação Sociedade Comunicação Cultura e Trabalho. Mas sua história começou nos anos 1980. Por isso, seu acervo dos últimos 40 anos da história do país, sob a ótica dos movimentos sociais, é requisitado por pesquisadores, documentaristas e produtores da indústria cinematográfica e televisiva. E foi em 1986, ainda mantida pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema, que a TV dos Trabalhadores iniciou sua batalha por um lugar no espectro de canais da televisão brasileira, conquistado 24 depois.

 

 

A fundação cultural, sem fins lucrativos, é hoje mantida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região. E hoje tem a parceria também do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

 

 

VannuchiTVT amplia a voz da sociedade e é opção democrática de comunicação

 

 

Novos ares

 

 

Desse modo, junto com a Rádio Brasil Atual, esta RBA e o Brasil de Fato, a TVT ocupa um dos espaços mais reconhecidos da imprensa não comercial do país. Sua programação, na TV aberta e nas redes, inclui parcerias de conteúdo com TVs educativas e comunitárias do Nordeste e Brasília. E também com outros atores da mídia progressista, como GGN, TV 247, CartaCapital, Le Monde Diplomatique Brasil, Alma Preta. E ainda com a produção de entidades da sociedade e dos trabalhadores, com o grupo de juristas Prerrogativas, Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito, petroleiros, bancários, metalúrgicos e terceiro setor

 

 

Nesta semana, o sinal aberto e digital da TVT passa a romper fronteiras. Distribuída por satélite, parte da programação começa a chegar no topo da América do Sul – Guiana, Guiana Francesa, Suriname, Venezuela – e na América Central e Caribe. São primeiros passos de expansão para estreitar laços com outros países latino-americanos na batalha por uma comunicação mais democrática.

 

 

Em paralelo, a TVT trabalha na viabilização de uma aplicativo para smart TVs. A plataforma de Streaming está em desenvolvimento avançada. Desse modo, a previsão é que dentro de algumas semanas consumidores que tenham aparelhos Samsung e LG poderão acrescentar ao seu menu de Netflix, Globoplay, Prime, entre outros, o ícone da TVT para ver a qualquer momento, em qualquer lugar do Brasil e do mundo. E, também, em seus computadores, tablets ou celulares.

 

 

Seja parte da mudança

 

Os ventos da mudança que sopram no continente, e muito fortes no Brasil, são frutos de muita batalha da informação e da luta pela verdade. Nesse sentido, a TVT convida seguidores, espectadores e admiradores a fazer parte desse movimento e a contribuir com ele da forma como puderem.

 


Para contribuir com qualquer valor, regularmente ou de uma vez só, é possível enviar um pix utilizando a chave: pix@tvt.org.br.

 

 


Outra forma de impulsionar o crescimento desse projeto é se inscrever no canal do YouTube e ativar o “sininho” para ser informado dos novos conteúdos da TVT.

 

 


Também é possível ser membro do canal no YouTube como forma de ter acesso a serviços exclusivos contribuindo com um valor mensal modesto de R$ 7,90 – veja como.

 

 


Quem pode contribuir um pouco mais, tem a campanha permanente no Catarse.

 

 


Os recursos arrecadados também serão alocados no desenvolvimento do novo aplicativo de streaming da TVT para smart TVs, celulares e computadores.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *