A informação foi confirmada pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) em um comunicado, no sábado, dia 24 de julho. Três casos de pessoas que vivem no Estado foram confirmados. Os dois primeiros residem no município de Gramado, possuem vínculo e contraíram Covid-19 na cidade, e o terceiro caso é de uma pessoa em Nova Bassano,que teve o caso positivo após uma viagem ao Rio de Janeiro. Também foram registrados outros 11 casos suspeitos: cinco com amostras em análise na Fiocruz e outras seis amostras que foram enviadas ao laboratório nesta segunda-feira, 26 de julho.

 

 

“O conceito de transmissão comunitária ou local é definido quando o contágio entre pessoas ocorre no mesmo território, sem histórico de viagem ou sem que seja possível definir a origem da transmissão. Ou seja, não é possível identificar de quem se contraiu a Covid-19”, destaca o comunicado.

 

 

Apesar da imunização proteger contra essa variante, a diretora do Cevs, Cynthia Molina Bastos, alerta para a importância dos cuidados, “a vacina protege contra essa variante, especialmente após a segunda dose, mas a vacinação não impede que a pessoa se contamine e siga transmitindo o vírus. Por isso é preciso manter todos os cuidados de proteção contra a Covid-19, independente de ter tomado a vacina”, reforça.

 

 

Casos de contaminações seguem altos no RS

 

 

A característica mais marcante da Delta, comprovada cientificamente, é justamente a sua maior transmissibilidade. Além disso, o Rio Grande do Sul ainda possui um número alto de contaminações, atingindo mais de 1,353 milhões de pessoas, e 33.059 mortes. O número de ocupações de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) está em 68%.

 

 

 

Para completar, algumas cidades começam a relaxar em algumas normas sanitárias, por exemplo. Como é o caso de Porto Alegre, por exemplo, onde a prefeitura chegou a autorizar no domingo, dia 25 de julho a realização de um evento-teste numa casa noturna para 600 pessoas. Além disso, seguem os registros de aglomerações, só no sábado foram dispersadas 800 pessoas entre os bairros Cidade Baixa e Moinhos de Vento pela Guarda Municipal. Na maioria das ações, as pessoas não usam máscaras. Também foram registradas denúncias no Bairro Santa Maria Goretti, onde haviam mais de 150 pessoas de pé, também sem máscara.

 

 

 

Com informações do Centro de Vigilância em Saúde (Cevs)