Publicidade

Trabalhadores dos Correios entram em greve por tempo indeterminado

  • em


Os trabalhadores dos Correios do Distrito Federal e do Entorno deflagraram agora há pouco, por unanimidade, greve por tempo indeterminado contra a retirada de direitos e a privatização da empresa, e pela proteção da vida e manutenção dos empregos. A mobilização da categoria aconteceu em frente à sede dos Correios, e também com transmissão ao vivo, e ocorre em meio a ataques sistemáticos aos trabalhadores. Trabalhadores do Brasil inteiro, de todos os estados, também realizaram suas Assembleias e deflagraram greve nacional da categoria.

 

Desde o dia 1º de agosto, a direção dos Correios retirou 70 cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho, que teria validade até 2021 como 30% do adicional de risco, vale alimentação, licença maternidade de 180 dias e auxílio creche, entre outros. Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos do Distrito Federal e Região do Entorno (SINTECT/DF), Amanda Corcino, a greve representa uma resposta à negligência e descaso da empresa em relação aos trabalhadores. “Essa é uma luta contra a retirada de direitos históricos e em defesa da manutenção de empregos e pela vida e saúde dos trabalhadores. A empresa coloca o lucro acima da vida e promove a destruição dos Correios que tem papel essencial não só nessa pandemia, mas também na integração do país. Querem sucatear os Correios para abrir caminho para a privatização”, declarou.

 

A presidente do sindicato explica ainda que a categoria vai paralisar as atividades para impedir os cortes de benefícios conquistados com tanta luta. “Não vamos retroceder. Se não negociarem e recuarem dessa ação absurda, os Correios vão parar. Seguiremos nessa mobilização nacional contra retiradas de direitos e a privatização por tempo indeterminado”, afirmou.

 

Veja o que a ECT retirou dos trabalhadores:

– Plano de saúde

– Vale cultura

– Anuênios

– Adicional de atividade de distribuição e coleta (AADC)

– Adicional de atividade de tratamento (AAT)

-Adicional de atividade de guichê (AAG)

– Alterar a data do dia do pagamento

– Auxílio de dependentes com deficiência

– Pagamento de 70% a mais da hora normal quando há hora extra trabalhada

– Reembolso creche

– Pagamento de 70% das férias

– Aumento no compartilhamento do ticket

– Licença maternidade de 180 dias

– Fim da entrega matutina

– Garantia de pagamento durante afastamento pelo INSS

– Ticket nas férias

– Ticket nos afastamento por licença médica

– Vale peru

– Para motoristas é o fim da cláusula sobre acidente de trânsito

– Indenização por morte

– Garantias do empregado estudante

– Licença adoção

– Acesso as dependências pelo sindicato

– Atestado de acompanhamento

– Fornecimento de Cat/ Lisa

– Itens de proteção na baixa umidade

– Reabilitação profissional

– Adicional noturno

– Repouso no domingo

– Jornada de 40hs

– Pagamento de 15% aos sábados

 

  • Compartilhe