Publicidade

Tecendo o Amanhã analisa a reforma administrativa e a destruição do Estado

  • em



“É uma reforma administrativa mesmo ou somente uma manobra para privatizar o Estado?”, Essa é a reflexão que o Tecendo o Amanhã traz sobre a reforma, transmitida por cinco televisões que buscam tratar os temas do Brasil por outro olhar que não é o mesmo da mídia do capital.

 

No Tecendo o Amanhã, dessa quinta-feira (11), o jornalista Beto Almeida entrevistou a economista Valéria Moraes, especialista na área de gestão governamental e projetos estratégicos e integrante do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate)  e o jornalista César Fonseca sobre a reforma administrativa.

 

“A reforma administrativa é assim chamada pelo governo Bolsonaro, mas é questionada até mesmo se ela vem a ser de fato, e de verdade, uma reforma ou tão somente uma maneira mascarada para cortar conquistas dos trabalhadores do setor público e reduzir, inclusive a presença do Estado, e, com isso, abrindo passagem para a privatização do Estado”, explica Almeida.

 

Na edição dessa quinta, o programa mostra quais são os interesses do governo Bolsonaro em reduzir o Estado, destruir o que for possível e dar continuidade àquela linha iniciada nos anos 1980, pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello e, depois, aprimorada, tragicamente, pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, sintetizada numa frase dele mesmo em quando dizia: “Vamos destruir a era Vargas”.

Assista pelo YouTube:

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *