Publicidade

Superação! Filho de agricultores é aprovado no curso de Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente.

  • em


Superação é a palavra chave para Raimundo Nonato de Sousa, aprovado no curso de Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente, da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

 

Filho dos agricultores familiares Antônio Rodrigues da Silva e Maria Alice de Sousa Silva, moradores da Comunidade Cedro, zona rural do município de Batalha/PI, Raimundo Nonato tem sua vida dedicada ao desenvolvimento de projetos de intervenção comunitária, voltados à preservação da natureza, tendo as crianças da escola da comunidade, como parceiras nos projetos.

 

 

“A aprovação no mestrado é a materialização de uma utopia que carrego no sangue desde minha infância quando dividia o meu tempo entre ir para a roça com meu pai e estudar na Unidade Escolar Dom Severino”, compartilha o jovem agricultor.

 

Fazer mais pela agricultora familiar é agenda certa nos sonhos futuros do agricultor familiar piauiense. “Pretendo desenvolver uma pesquisa científica que beneficie diretamente os(as) agricultores e agricultoras familiares, pautada na justiça socioambiental”, diz Raimundo Nonato.

 

Piauiense e agricultora familiar assim como Raimundo Nonato, a secretária de Mulheres da CONTAG e coordenadora Geral da Marcha das Margaridas 2019, Mazé Morais, valoriza essa conquista de mais um “filho” do campo brasileiro. “Raimundo Nonato não mediu esforços para alcançar o seu sonho e para isso trabalhava na roça em um turno e no outro se dedicava ao estudo. Ele assim como outros(as) filhos(as) de agricultores e agricultoras familiares são exemplos de persistência, de superação e de que a realização de sonhos é possível”, destaca.

 

Mazé lembra que para o campo ser um lugar de oportunidades é importante que os governos (municipal, estadual e federal) invistam na Educação Pública. “São milhares de Raimundos e de Marias em todo o nosso Brasil que precisam de apenas uma oportunidade. E esse caminho é possível através de investimentos na Educação pública do Campo, desde o ensino fundamental às Universidades”.

 

Com informações de Barack Fernandes/Comunicação CONTAG
  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *