Publicidade

Sinpro-DF apresenta denúncia contra deputado bolsonarista que ameaçou gestora

  • em



O Sinpro-DF requereu ao Ministério Público Federal (MPF), nesta sexta-feira (26/11), que averiguasse a atitude intimidatória e antidemocrática do deputado Heitor Freire (PSL-CE), da base de apoio de Jair Bolsonaro, contra a vice-diretora do CED 01 da Estrutural, professora Luciana Pain.

 

 

Nessa quarta-feira (24/11), o parlamentar invadiu a escola, não se apresentou ao corpo pedagógico e, de forma ilegal, começou a tirar fotos e gravar vídeos dos murais que apresentavam trabalhos sobre o Dia da Consciência Negra e da vice-diretora. “Você vai cair”, dizia Freire à gestora, como forma de represália por ela ter se negado a retirar os trabalhos expostos, contrariando o tenente que ocupa o cargo de diretor disciplinar da escola, que ficou incomodado com alguns dos trabalhos que refletiam sobre a abordagem policial e a população negra.

 

 

>> Leia também: DEPUTADO BOLSONARISTA INVADE ESCOLA NA CIDADE ESTRUTURAL PARA CENSURAR TRABALHOS DE ESTUDANTES

 

 

“Considerando que exigir informação ou cumprimento de obrigação sem expresso amparo legal e utilizar de cargo ou função pública, ou invocar a condição de agente público para obter vantagem ou privilégio indevido, se consubstancia em crime de abuso de autoridade, conforme art. 33 da Lei nº 13.869/2019”, afirma trecho da denúncia apresentada pelo Sinpro-DF ao Ministério Público.

 

 

“Os atos arbitrários e ilegais cometidos pelo deputado Heitor Freire são um ataque à liberdade de ensinar e ao pluralismo de ideias. Nós não aceitaremos mordaça! Além disso, a ação marcada pelo ódio que caracteriza apoiadores de Bolsonaro também tenta calar as vozes de estudantes negros do CED 01 da Estrutural, alavancando o racismo, que fere e mata”, avalia a dirigente do Sinpro Márcia Gilda, da Secretaria de Raça e Sexualidade.

 

 

 

A denúncia do Sinpro-DF será analisada pelo setor competente do Ministério Público, que poderá “instaurar um procedimento extrajudicial específico, interpor medidas judiciais ou, ainda, determinar o arquivamento”.

 

 

 




 

 

SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

O Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB
Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *