Publicidade

Sindicatos e CUT-RS fazem ações solidárias para quilombolas em Porto Alegre

  • em


A solidariedade fala mais alto em tempos de pandemia. Trabalhadores realizam mutirões para entrega de cestas básicas com alimentos orgânicos em Porto Alegre. As campanhas são realizadas a partir de parcerias da CUT-RS, do SindiBancários, Sinpro-RS, ADUFRGS-Sindical, Semapi-RS e Sindiserf-RS.

 

Houve entrega de doações em diversos bairros da capital. Um deles foi no Quilombo do Machado, localizado na zona norte. Segundo o líder comunitário e integrante da Frente Quilombola do Rio Grande do Sul, Luiz Rogério Machado, o Jamaica, as doações chegam em boa hora. Mais de 75% dos moradores estão sem emprego formal, desempregados ou sobrevivem de bicos. “ O pessoal da periferia, os indígenas, os quilombolas, são os que mais sofrem com a pandemia”, acrescenta.

 

Também foram levadas cestas básicas nos bairros Humaitá, Glória, Partenon, Vila Cruzeiro. Incluindo a Pastoral do Menor, o Centro de Reciclagem As Anitas – Mulheres na Luta e a Associação Caminho das Águas, além de máscaras de proteção. Os mutirões de entregas foram realizados na quarta-feira, dia 10 de junho. Os alimentos são produzidos pela Rede Coop que reúne 24 cooperativas de agricultura familiar, vindos de diversos municípios gaúchos. O transporte é feito pela Cooperativa Mista de Agricultores Familiares de Itati, Terra de Areia e Três Forquilhas (Coomafit), que prepara as cestas e faz a entrega nas centrais sindicais. “O movimento sindical vem se mobilizando desde o começo da pandemia para proporcionar alimentos de qualidade para os desempregados, trabalhadores informais e famílias que perderam suas fontes de renda durante a crise política, econômica e sanitária que assola o Brasil, agravada pelo despreparo do governo Bolsonaro”, lembrou o presidente da CUT-RS, Amarildo Cenci.

 

Foto: Leonel Carvalho/ Marcus Peréz /CUT-RS

 

 

 

  • Compartilhe