Publicidade

Sendas (Reflexões sobre campanhas eleitorais)

  • em


Fui buscar um pouco de inspiração na rica poesia de Antonio Machado:

 

“Caminhante, são teus passos

o caminho e nada mais;

Caminhante, não há caminho,

faz-se caminho ao andar.

Ao andar se faz caminho,

e ao voltar a vista atrás

se vê a senda que nunca

se voltará a pisar.

Caminhante, não há caminho,

mas sulcos de escuma ao mar.”

 

Mas, além da inspiração, me fez e me faz pensar naquilo que é o nó focal dos dias atuais para um vereador como eu que busca a REELEIÇÃO, mas nada deveria ser diferente a um marinheiro de primeira viagem.

 

– o caminho se faz ao andar…

 

E também consegui, somente agora, entender ou aprender que “as sendas…quantas… “não se voltará a pisar”.

 

O morro que subi ontem, pisando de pedra em pedra, senti nele e na pedra a dura vida da mãe que carrega o filho no colo, com sol ou chuva, cuidando para não resvalar e cair. Mas sei que como pisei ontem não voltarei a pisar, será doutra forma, com outras experiências.

 

Trilhei sendas com pessoas com as quais não vou caminhar. Aprendemos nos tempos difíceis muito mais, especialmente com quem queremos e devemos estar. Cada dia se somam geniais caminhante, com quem eu quero dividir sendas e ao meu lado seguem os que pisam firme e no lugar certo.

 

Não partilho os caminhos do senso comum, muito menos as trilhas dos negacionaistas, como não passo pelos caminhos da ignorância.

Caminho pelas sendas da boa-fé, da ética, do aprendizado constante e do Direito.

 

E lá vamos nós, caminhando, porque “faz-se caminho ao andar”.

 

Adeli Sell é vereador, líder da Bancada do PT,  em Porto Alegre

 

  • Compartilhe