Publicidade

Senadores pedem ao STF que Bolsonaro seja processado por prevaricação

  • em



E dão prazo de 48h para ele se manifestar

 

 

 

 

Em notícia-crime apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira, os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jorge Kajuru (Podemos-GO) pedem que o presidente Jair Bolsonaro seja denunciado pelo crime de prevaricação. A justificativa é que Bolsonaro não determinou investigações à Polícia Federal após ser informado sobre possíveis irregularidades no processo de compra da vacina indiana Covaxin.

 

 

Eles também sugerem que Bolsonaro responda, em até 48 horas, se apontou o líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), como provável responsável por problemas nas tratativas do imunizante, conforme dito à CPI da Covid, na última sexta-feira, pelo dem putado Luis Miranda (DEM-DF).

 

 

Senadores pedem ao STF que Bolsonaro seja processado por prevaricação. Não adianta o genocida falar que não sabe o que acontece nos ministérios. Ele foi avisado e nada fez sobre o superfaturamento da vacina!

 

“A intimação do Presidente da República, Sr. Jair Messias Bolsonaro, para que responda, em 48 (quarenta e oito) horas, se foi comunicado das denúncias, se apontou o Dep. Ricardo Barros como provável responsável pelo ilícito, bem como se e em que momento adotou as medidas cabíveis para a apuração das denúncias”, diz trecho do documento.

 

 

“A intimação da Polícia Federal para que informe, em 48 (quarenta e oito) horas, se houve a abertura de inquérito para apurar as denúncias sobre a aquisição da vacina Covaxin, discriminando quando e por quem foi aberto o eventual inquérito, bem como seu respectivo escopo”, afirma o texto.

 

 

Da Agência Globo

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *