Publicidade

Sanções dos EUA não terão como alvo as exportações de petróleo e gás da Rússia

  • em



É sempre o petróleo (2)

 

As sanções que os Estados Unidos estão impondo à Rússia

 

 

por reconhecer duas regiões separatistas no leste da Ucrânia e enviar tropas para lá não visam os fluxos de petróleo e gás russos,
“As sanções que estão sendo impostas hoje, assim como as que podem ser impostas em um futuro próximo, não visam e não terão como alvo os fluxos de petróleo e gás”, disse um alto funcionário do Departamento de Estado dos EUA à Reuters sob condição de anonimato.

 

 

“Gostaríamos que o mercado tomasse nota de que não há necessidade de aumentar o preço no momento”, acrescentou o executivo.

 

 

Os EUA impuseram sanções na terça-feira a duas grandes instituições financeiras russas, VEB e Promsvyazbank, “ambas com ligações estreitas com o Kremlin e os militares russos”, disse o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken. Os EUA também expandiram as sanções ao comércio com dívida soberana russa e começaram a impor sanções a membros da elite russa e seus familiares.

 

 

Nenhuma das sanções anunciadas pelos EUA, União Europeia ou Reino Unido visa qualquer banco russo que lide com as transações de petróleo e gás da Rússia, o que acalmou o mercado de que o Ocidente não terá como alvo o fornecimento de energia do país que representa mais de 10% do total  global de petróleo e quase 40 por cento do gás natural que a Europa importa.

 

 

Para os Estados Unidos, há um equilíbrio delicado de punir Vladimir Putin, mas não deixar a Europa sem petróleo e gás de seu maior fornecedor, a Rússia. Internamente, mirar a energia da Rússia significaria elevar ainda mais os preços da gasolina nos EUA em relação à atual alta de sete anos, já que muitos analistas preveem que restringir as exportações de petróleo e gás russos elevaria os preços do petróleo bruto para US$ 120, ou até US$ 150 o barril.

 

 

 

(*) Por Tsvetana Paraskova. Fonte: Oilprice.com

 

 

Publicado, originalmente, no site da AEPET

 

 



SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.

 

 

Você pode nos ajudar aqui:

 

 

Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

 

 

BRB

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

 

 

→  PIX:23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

 

 

📷 Instagram

🎞️YouTube

📱Facebook  

💻Site

 

 

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

 

 

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *