Publicidade

RS – Chegada de frente fria muda direção da nuvem de gafanhotos

  • em


A frente fria que chega no Rio Grande do Sul muda a direção da nuvem de gafanhotos que se aproximava da Fronteira Oeste do estado. Segundo técnicos da Secretaria de Agricultura gaúcha, até a tarde de quarta-feira, 24 de junho, os ventos favoreciam a chegada dos insetos no estado. O avanço da frente fria e das chuvas nesta quinta, 25, provocou a mudança no rumo da nuvem, permanecendo na Argentina. A formação da nuvem se deu no Paraguai.

.

Técnicos da Secretaria da Agricultura gaúcha monitoram o fenômeno há bastante tempo, o último registro foi em 2017. Trabalho feito pelo fiscal Juliano Ritter da Secretaria da Agricultura. Durante toda a quarta-feira, ele relata o monitoramento feito em áreas de pastagem próximo à Argentina. “O vento é o que determina a movimentação deles, está nos ajudando”, acrescenta.

.

O fenômeno

.

Segundo estudos, num quilômetro quadrado podem se concentrar  milhões de insetos que são capazes de devorar  em um dia a mesma área que alimentaria duas mil vacas.

.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento declarou estado de emergência fitossanitária no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, segundo portaria publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira.

 

Nuvem de gafanhotos muda direção devido ao avanço de frente fria no Rio Grande do Sul / Foto: Rádio Progresso de Ijuí
  • Compartilhe