Publicidade

Roseana declara solidariedade a Dilma, através do Twitter

  • em


Em publicação feita ontem (29) à noite em sua conta no Twitter, a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (MDB) solidarizou-se com a ex-presidente Dilma Rousseff, em relação às agressões verbais que sofreu por parte do presidente Jair Bolsonaro.

 

Falando a apoiadores em frente ao Palácio do Alvorada, em Brasília, na segunda-feira, 28, Bolsonaro afirmou:

 

Os caras se vitimizam o tempo todo: fui perseguido. Teve um fato aí – esqueci o nome da pessoa, mas é só procurar na internet, vai achar com facilidade – que a Dilma foi torturada e que fraturaram a mandíbula dela. Eu disse” traz o raio-x pra gente ver o calo ósseo”. E isso que eu não sou médico, hein. Até hoje estou aguardando o raio-x.

 

Em seu tweet, Roseana postou: “Sinto muita tristeza com a fala tão desrespeitosa do Presidente à dor de uma vítima da ditadura, ultrapassando os limites políticos ou ideológicos. Solidarizo-me, como pessoa pública e como mulher à ex-presidente @dilmabr”.

 

Ex-presidentes, congressistas e dirigentes de entidades da sociedade civil vêm fazendo declarações de solidariedade a Dilma e de repúdio a Bolsonaro desde a estapafúrdia falado presidente da República.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *