Publicidade

Rafael Prudente empurra com a barriga instalação da CPI da Pandemia na Câmara Legislativa do DF

  • em


O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Rafael Prudente, do mesmo partido do governador Ibaneis Rocha (MDB), mais uma vez empurrou com a barriga a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Pandemia, que deveria ter acontecido na quinta-feira (10). Ele prometeu uma decisão para o próximo dia 15, mas não adiantou se irá ou não autorizar a abertura da CPI.

 

Na verdade, ele está tentando achar uma maneira de inviabilizar as investigações sobre as acusações de irregularidades que levaram à prisão a cúpula da Secretaria de Saúde. Além da instalação, será preciso definir se esta CPI pode passar à frente de requerimentos em tramitação para instalação de outras investigações.

 

O pedido de abertura da CPI da Pandemia, feito pelo deputado Leandro Grass (Rede) no mês de julho, conta com 13 assinaturas, o que é suficiente para que ela seja autorizada. Como justificativa, o parlamentar destacou a compra de testes rápidos a preços diversos, ausência de insumos nas unidades de terapia intensiva (UTI) e erro na divulgação de dados sobre leitos disponíveis no DF.

  • Compartilhe