Publicidade

PT de Salvador diz que direita liberal é incapaz de derrotar o bolsonarismo

  • em



Diante da vitória de Arthur Lira (PP-AL) para a presidência da Câmara Federal, nesta segunda-feira (1º), o diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) de Salvador destacou sobre a incapacidade de os partidos de direita liderarem uma frente ampla contra Bolsonaro, além dos acordos políticos e financeiros articulados pelo Planalto para colocar Lira na presidência.

 

“A direita “republicana” e “liberal” se tornou incapaz de derrotar a extrema direita. ACM Neto fingiu ser uma direita esclarecida e renovada, mas sua avidez para fazer parte da partilha do assalto ao Estado, promovida pelo Centrão, Arthur Lira e Bolsonaro, demonstrou que o DEM e o seu presidente não têm moral para liderar uma oposição de verdade ao governo de Bolsonaro”, afirmou Ademário Costa, presidente municipal do PT.

 

 

O dirigente também destacou sobre a troca de favores políticos que favoreceu Lira. “Foi uma eleição totalmente marcada pelo apoio decisivo da máquina governamental, através da promessa de distribuição de cargos e dinheiro público, com emendas extra orçamentárias. E um beneficiados foi o DEM de ACM Neto”, ressaltou Ademário. Segundo o Estadão, 285 parlamentares tiveram acesso a recursos extras do Ministério do Desenvolvimento Regional, indicando R$ 3 bilhões para seus redutos eleitorais.

 

O papel da esquerda diante deste cenário político também foi ressaltado por Ademário. “É necessário a construção de uma frente ampla democrática, popular, progressista e patriótica, tendo as forças de esquerdas no centro. A esquerda vai continuar na luta pelo emprego, auxílio emergencial, por vacina para todos e pelo fora Bolsonaro. O ano de 2022 é logo ali e não vamos deixar o povo esquecer que o DEM é serviçal de Bolsonaro”, afirmou o presidente.

 

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *