Publicidade

Profetas contemporâneos

  • em


Vivemos em época carente de profetas, daqueles que vivem a missão de anunciar a instauração do Reino de Deus em nossas vidas, em nossas comunidades. A verdadeira profecia sempre correspondeu ao anúncio da Boa Nova, e a denúncia de toda espécie de injustiça.

 

Tivemos recentemente a graça de conviver com Dom Pedro Casaldáliga, pessoa que viveu intensamente o anúncio da Palavra de Deus, assumiu firme postura de denunciar a injustiça; consagrou-se a vida religiosa acolhendo Cristo nas pessoas do menos favorecido, que por desventura não possui as condições condignas ao exercício da cidadania e a garantia da  dignidade humana, portanto, destituído de voz e vez.

 

Foi ao lado deste Cristo crucificado que Dom Pedro exerceu o múnus pastoral levando às comunidades o espirito de fraternidade, coragem, firmeza, ternura e serenidade; agindo com elegância, renunciando a prática de atitudes movidas pela vaidade.

 

A páscoa definitiva de Dom Pedro Casaldáliga nos desperta ao agradecimento, e nos predispõe ao comprometimento com a vivência da Palavra de Deus.  O seu funeral deu prova   do quanto as comunidades conheciam sua essência “beberam do mesmo poço”; pois, tudo foi organizado de forma a celebrar o legado que ele nos deixou, no entanto, preservou-se o espírito de despojamento a qualquer ostensividade.

 

A letra da música, Quem entrará no santuário, de autoria de Padre Jonas Abib, corrobora para melhor compreendermos o sentido da vida de Dom Pedro Casaldaliga: pastor e irmão, que durante sua vida terrena entrou no santuário de Deus para o louvar em espirito de gratidão  e de obediência; entrou no santuário dos nossos corações para nos comunicar o quanto o amor de Deus nos confere dignidade; entrou no santuário ecológico para anunciar sua beleza, seu valor material, denunciar a devastação dessa imensurável natureza e proclamar que o mundo  é de todos, que a água é para todos, que o ar é nosso, admoestou de  que essas preciosidades devem ser preservadas para as futuras gerações.

 

“Senhor quem entrará no santuário pra te louvar? Quem tem as mãos limpas e um coração puro, quem não é vaidoso e sabe amar”.

 

Dom Pedro Casaldáliga rogai a Deus por nós, para que tenhamos mãos limpas, tenhamos coração puro, sejamos humildes e saibamos amar; rogai a Deus para que possamos reconhecer a presença e voz dos profetas e das profetisas de nossa época, e para que surjam vocações comprometidas em testemunhar sua presença. Dom Pedro Casaldaliga, rogai a Deus por nós para que se dissipe deste mundo todos os malefícios advindos com o COVID 19.   Rogai a Deus para que a saúde humana seja tratada com seriedade e seja respeitado o dom da vida de cada ser humano.  Rogai a Deus para que sejamos memórias vivas de seu testemunho de amor. Rogai por nós.

 

 

Aos 13 dias do mês de agosto de 2020, um momento de reflexão e gratidão.

 

Maria Edna de Jesus Dias
  • Compartilhe