Lívia Palumbo faz o curso no Centro Universitário de Bauru, de propriedade da família da presidente do órgão, Cláudia Mansani; o ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, se formou na mesma instituição

 

 

Cláudia Mansani Queda de Toledo, presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), nomeou uma aluna no curso de doutorado para a diretoria de Relações Internacionais do órgão.

 

 

A nomeação de Lívia Palli Palumbo, de 35 anos, foi publicada nesta quarta-feira (4) no Diário Oficial da União, de acordo com informações de Emily Santos, no G1.

 

 

Lívia não concluiu o doutorado e faz o curso no Centro Universitário de Bauru (SP), instituição que é da família da presidente da Capes. Mais um detalhe: foi justamente nesta instituição que o atual ministro da Educação, o pastor Milton Ribeiro, se formou em Direito.

 

 

A Capes é um órgão ligada ao Ministério da Educação (MEC). É responsável pela avaliação e pelo fomento da pós-graduação no país.

 

 

nova diretora de Relações Internacionais substituirá Heloísa Hollnagel, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O motivo da saída dela não foi informado. Lívia vai comandar a área responsável pelas atividades de internacionalização da pós-graduação no país.

 

 

Portanto, ela terá de lidar com negociações e formalizações de cooperações internacionais, mesmo que, em seu currículo, não constem experiências referentes a essas atividades.

 

 

Lívia Palumbo – Foto: Reprodução/LinkedIn

 

Relação pessoal

 

 

A nomeação da presidente da Capes, em abril de 2021, já havia provocado questionamentos, especialmente por sua relação pessoal com Milton Ribeiro.

 

 

Cláudia é reitora do Centro Universitário de Bauru e teve um curso de pós-graduação com recomendação de descredenciamento pela própria Capes, em 2017. A razão: não atingiu a nota mínima para seguir em funcionamento.

 

 

Da Revista Fórum/Lucas Vasques