Publicidade

Presidência da CDHM cobra apuração rigorosa de assassinato de criança de 9 anos em Pernambuco

  • em



Segundo o noticiado, homens armados e encapuzados invadiram a casa da família e atiraram em um trabalhador rural. Os homens também atiraram no filho do agricultor, que se escondia debaixo da cama com a mãe

 

Em dezembro o presidente da CDHM fez diligência sobre os conflitos na região da Mata Sul

 

 

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), deputado Carlos Veras (PT/PE), cobrou das autoridades pernambucanas a apuração rigorosa da morte de uma criança de 9 anos, assassinada a tiros na noite desta quinta-feira (10).

 

 

Segundo o noticiado pela imprensa, homens armados e encapuzados invadiram a casa da família e atiraram em um trabalhador rural. A criança recebeu os disparos quando estava escondida embaixo de uma cama com a mãe. O caso ocorreu no Engenho Roncadorzinho, no município de Barreiros, na região da Mata Sul.

 

 

“É estarrecedor saber que uma criança, que tinha um futuro todo pela frente foi assassinada dessa forma. É urgente que as circunstâncias da morte sejam apuradas e os autores, responsabilizados. Vamos acompanhar o caso de perto e, inclusive, já adotamos providências no sentido de cobrar respostas das autoridades responsáveis”, disse Veras.

 

 

Foram enviados ofícios para o governador do Estado, para o procurador-geral de Justiça e para o secretário de Defesa Social de Pernambuco. Nos documentos, o presidente lembra que a Comissão de Direitos Humanos e Minorias realizou diligência na região da Mata Sul de Pernambuco em 15 de dezembro, quando recebeu denúncias dos agricultores familiares e procurou contribuir com a mediação de conflitos na região. “É gravíssimo que menos de dois meses depois um atentado tire a vida de uma criança”, apontou o presidente da CDHM.

 

 

O pai do menino, Geovane da Silva Santos, também foi atingido, mas sobreviveu ao atentado. Ele é uma das principais lideranças da comunidade e presidente da Associação dos/as agricultores/as familiares da região.

 

 

(*) Por  Mariana Sacramento – Jornal Brasil Popular/PE

 

 

Foto da capa/legenda: Em dezembro o presidente da CDHM fez diligência sobre os conflitos na região da Mata Sul. Foto: Edton Veras

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.

 

 

Você pode nos ajudar aqui:

 

 

Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

 

 

BRB

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

 

 

→  PIX:23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

 

 

📷 Instagram

🎞️YouTube

📱Facebook  

💻Site

 

 

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

 

 

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *