Publicidade

Preservação ambiental gera renda e cidadania

  • em



Vida Terrestre – Objetivo 15 dos ODS e a TS – Barraginhas de Captação de Águas Superficiais de Chuvas

 

Dando continuidade na série de textos sobre a aderência entre TS e ODS, neste texto abordaremos sobre a TS – Barraginhas de Captação de Águas Superficiais de Chuvas e o Objetivo 15 – “Vida Terrestre – Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade” ( www.agenda2030.org.br/ods/15/ ).

 

No conjunto das metas referentes a este Objetivo destaca-se o combate à desertificação, a restauração da terra e do solo degradado, de forma a integrar os valores dos ecossistemas e da biodiversidade. É esperado também que esta pauta seja considerada no planejamento nacional e local, dando ênfase para o manejo florestal sustentável nos processos de desenvolvimento e nas estratégias de redução da pobreza.

 

A TS – Barraginhas de Captação de Águas Superficiais de Chuvas foi desenvolvida pela Embrapa Milho e Sorgo, localizada em Sete Lagoas (MG).

 

A implantação do projeto consiste na construção de pequenos açudes com a finalidade de captar as enxurradas durante o ciclo de chuvas. A água captada infiltra na terra e os açudes voltam a encher a cada chuva.

 

As Barraginhas apresentam-se como uma excelente alternativa para combater e controlar as erosões e assoreamentos, amenizar e até evitar as enchentes e danos ambientais.

 

Ao ocorrer este processo de forma continuada o lençol freático é recarregado e os mananciais que alimentam os córregos e rios se revitalizam, mantendo a terra mais umedecida o que proporciona melhores condições para a produção.

 

Significa muito para o produtor rural ter água de qualidade e em quantidade suficiente que permita a diversificação na produção e na criação de animais.

 

A garantia da sustentação alimentar e também o aumento da renda com a comercialização dos excedentes, é fundamental para a sustentabilidade das famílias além de gerar confiança, auto estima e redução do êxodo rural.

 

Libertar o pequeno agricultor da dependência do poder público para o abastecimento de água por caminhões pipa, quando da ocorrência de crises hídricas, significa liberdade e cidadania.

 

Detalhes sobre a implantação e funcionamento do projeto podem ser acompanhados pelos seguintes endereços eletrônicos:

 

https://transforma.fbb.org.br/tecnologia-social/barraginhas-de-captacao-de-aguas-superficiais-de-chuvas

 

https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/485248/barraginhas-agua-de-chuva-para-todos

 

A reaplicação desta TS pode contar apoio do poder público, sindicatos, investidores sociais privados, comitês de bacia entre outros.

 

(*) Jefferson Oliveira – Economista

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *