Publicidade

Por unanimidade, CLDF instaura CPI para investigar atos terroristas

  • em



Acordo entre os 24 deputados distritais ocorreu durante sessão extraordinária da Câmara Legislativa do Distrito Federal, nesta 2ª feira

 

Com a assinatura dos 24 deputados distritais, nesta terça-feira (9/1), a Câmara Legislativa (CLDF) vai instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os atos antidemocráticos ocorridos não só nesse domingo (8), mas também em 12 de dezembro.

O acordo pela unanimidade nas assinaturas do pedido ocorreu durante sessão extraordinária da CLDF, nessa segunda-feira (8/1).

 

No entanto, o deputado distrital Daniel Donizet (PL) estava fora da Casa, para assumir a Secretaria do Meio Ambiente. O suplente, Reginaldo Sardinha (PL), deveria assinar o documento, mas não o fez, pois o titular decidiu retornar à Câmara Legislativa.

 

Com duração de 180 dias, a CPI pode, se necessário, ser prorrogada por mais 90. Ao contrário de ter apenas cinco integrantes como de costume, a comissão será composta por sete parlamentares: um de cada bloco constituído na Casa.

Na justificativa para criação da comissão, os distritais justificaram que “a sociedade brasileira — e o mundo — acompanharam atônitos o ataque promovido contra os Poderes instituídos democraticamente em nosso país e contra órgãos e entidades públicos”.

 

Os parlamentares classificaram os ataques como “brutais” e de “violência desproporcional”.

 

Agora, após o recolhimento das assinaturas, começam os trâmites para indicação dos integrantes, da relator e da presidência da comissão.

Vale lembrar que uma CPI tem poder de investigação próprio das autoridades judiciais e autonomia para promover diligências, ouvir indiciados, inquirir testemunhas, tomar depoimentos de autoridades, bem como requisitar da administração pública informações, documentos e serviços, inclusive policiais.

 

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *