Foram omitidos trechos em que o ex-ministro Eduardo Pazuello faz citações a Bolsonaro e a Miranda, que constavam no relatório escrito

 

 

A Polícia Federal encaminhou à CPI da Pandemia um vídeo editado à CPI da Pandemia, onde são omitidas citações ao presidente Jair Bolsonaro e ao deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) pelo ex-ministro Eduardo Pazuello.

 

 

O material foi enviado a pedido da comissão e, segundo o jornal Correio Braziliense, o relatório por escrito aponta o registro cortado no vídeo, onde Pazuello afirma ter ouvido verbalmente de Bolsonaro as denúncias sobre supostas irregularidades na compra da vacina Covaxin pelo Ministério da Saúde.

 

 

A Polícia Federal alega que o vídeo foi encerrado devido ao fim das perguntas a Pazuello. Entretanto, o ex-ministro continuou a falar após a suspensão da gravação – e essa edição repercutiu na CPI, uma vez que os senadores estranharam o posicionamento da corporação, inclusive por conta da decisão de investigar vazamentos mas sem diligências para apurar a falta das imagens.

 

 

Do site GGN