Publicidade

Polícia do Rio investiga caso de congolês espancado até a morte após cobrar pagamento atrasado

  • em



Segundo testemunhas, a vítima foi alvo de cinco agressores, que usaram pedaços de madeira e um taco de beisebol

 

 

Desde a última semana, a Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga o assassinato do trabalhador informal congolês Moïse Kabamgabe. Segundo denúncia de familiares, ele foi espancado até a morte após cobrar dois dias de pagamento atrasado no quiosque em que prestava serviço na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da capital.

 

 

No último sábado (29), a família da vítima fez um protesto pedindo informações sobre as investigações. Segundo o irmão, Djodjo Baraka Kabagambe, disse ao portal G1, Moïse teve as mãos e as pernas amarradas.

 

 

Leia também: Brasil dá resposta fraca ao crime contra pessoas trans, diz estudo que soma 140 mortes em 2021

 

 

As agressões duraram pelo menos 15 minutos e foram gravadas pelas câmeras de segurança do quiosque. Segundo testemunhas, a vítima foi alvo de cinco agressores, que usaram pedaços de madeira e um taco de beisebol.

 

 

A polícia só teria chegado 40 minutos depois. Ele foi encontrado em uma escada, amarrado e já sem vida.

 

 

Os familiares só souberam da morte na manhã de terça-feira (25), quase 12 horas após o crime. No ato de sábado, denunciaram também que os órgãos de Moïse foram retirados no Instituto Médico-Legal (IML).

 

Em nota enviada à imprensa, a Polícia Militar disse que chegou ao local depois do Samu e acionou a Divisão de Homicídios. Já a Polícia Civil disse que já ouviu oito pessoas e está analisando as imagens das câmeras de segurança e negou que os órgãos da vítima tenham sido retirados no IML.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.

 

 

Você pode nos ajudar aqui:

 

 

Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

 

 

BRB

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

 

 

→  PIX:23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

 

 

📷 Instagram

🎞️YouTube

📱Facebook  

💻Site

 

 

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

 

 

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua

 

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *