Publicidade

Plenária define novos protestos pró impeachment de Bolsonaro em Salvador

  • em


A plenária ‘Fora Bolsonaro de Salvador’, realizada nesta quarta-feira (27), pelos partidos de esquerda, em parceria com entidades, frentes e movimentos populares, definiu novos protestos pró impeachment de Bolsonaro para fevereiro na capital.

 

O encontro contou com a participação de 321 pessoas, representando 68 entidades, que aprovaram um calendário de atos e atividades pró impeachment com culminância na carreata marcada para o dia 21 de fevereiro.

 

Baseada em três pontos principais, vacina pelo SUS, emprego e renda emergencial e o impeachment de Bolsonaro, a plenária definiu medidas organizativas. Entre elas, a consolidação da campanha “Fora Bolsonaro”; a formação de comitês populares de saúde; e a conscientização popular sobre os temas da campanha. A ação tem como objetivo a defesa dos direitos humanos, a luta ambiental, pelos direitos indígenas, combate ao racismo e ao machismo e à LGBTfobia.

 

A plenária foi um marco da Campanha ‘Fora Bolsonaro de Salvador’ e aconteceu após os primeiros protestos da última semana em todo o Brasil. A mobilização local faz parte de uma ação nacional contra o Governo Bolsonaro, após os crimes de responsabilidade cometidos durante a crise sanitária, oriunda da pandemia do COVID-19, a crise econômica e ambiental que se agravou no Brasil.

 

O presidente do PT de Salvador, um dos responsáveis pela campanha “Fora Bolsonaro” na capital, destacou a importância da mobilização. “Está cada dia mais insustentável a permanência de Bolsonaro na Presidência da República. Além do descaso com a saúde, o boicote à vacina, a crise econômica, falta de empregos e retrocesso nos direitos garantidos, O Governo Bolsonaro gasta mais de um bilhão em chiclete, leite condensado, achocolatado, pizza e não quer pagar R$ 600,00 do auxílio emergencial. É um absurdo. Impeachment e o fim de todo esse governo já”, declarou Ademário Costa.

 

Para Ângela Guimarães, presidente nacional da UNEGRO e da Frente Brasil Popular, “o Governo Bolsonaro está imerso em corrupção e é o pior governo do mundo no enfrentamento à pandemia; é o governo da morte, por abandono do SUS, por retirada de direitos, pela negação do acesso à vacina, pelo desemprego e fome do nosso povo. Não tem condições de continuar à frente da nação”.

 

Além dos dirigentes do PSOL, PCdoB, PSB, PCO e PT, participaram da plenária as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, e diversas entidades, representando movimentos de mulheres, quilombolas, juventudes, movimentos negros, LGBTQIA+, centrais sindicais, ambientalistas, seguimentos religiosos, lideranças comunitárias e movimentos populares.

 

Calendário

 

Dia 29/01- sexta-feira

 

7h: Ato público contra o fechamento do Banco do Brasil (em frente ao Banco do Brasil no Comércio)

 

20h: Live Debate: Desafios para a vacinação contra a COVID-19 no Brasil e na Bahia. Facebook e Youtube do Comitê Baiano Vacina no SUS Já

 

Dia 30/01- Sábado

 

8h30: Ato ecumênico em memória das vítimas do Covid 19. Praça da Piedade.

 

Dia 31/01 – Domingo

 

9h: 2ª Carreata Nacional Fora Bolsonaro, da Calçada até Paripe. Concentração no muro da Leste

 

Dia 03/02 – Quarta-feira

 

18h30: Plenária Estadual de articulação das lutas populares da Bahia. No Zoom

 

Dias 05 e 06/02 – Sexta e Sábado 

 

Ocupação da Estação de metrô da Lapa com panfletagem e bandeiraço. (Nos três turnos)

 

Dia 07/02 – Domingo 

 

9h: Bicicleata, saída do Farol da Barra

 

Durante todo o dia: Ocupação das praças nos bairros de Salvador para diálogo com a população sobre a campanha Fora Bolsonaro.

 

Dia 21/02 – Domingo 

 

Culminância: Dia da megacarreata nacional

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *