Publicidade

Plebiscito Popular contra as privatizações das estatais gaúchas prossegue no dia 24

  • em



População poderá votar contra a privatização das estatais gaúchas. A consulta é uma iniciativa construída democraticamente com a participação de centrais, federações e sindicatos de trabalhadores, movimentos sociais e partidos de esquerda 

 

A votação para o Plebiscito Popular sobre as privatizações no Rio Grande do Sul prossegue no próximo domingo, dia 24 de outubro. A campanha intitulada Primavera da Democracia resulta de um período de debates e organização de comitês municipais e regionais, que culminaram na consulta popular. Para garantir o direito dos cidadãos gaúchos se manifestarem por meio de cédulas ou de colocar o seu voto em urnas coletoras ou então se cadastrar e votar pela Internet.

 

“A consulta é uma iniciativa construída democraticamente com a participação de centrais, federações e sindicatos de trabalhadores, movimentos sociais e partidos de esquerda. Não tem valor legal, mas tem grande importância política, pois é uma forma concreta de ouvir a população e conhecer a sua opinião sobre a entrega ou não do patrimônio público”, segundo informações da Central Única dos Trabalhadores. Aliás, esse direito foi retirado dos gaúchos, a partir da aprovação de uma Proposta de Emenda Constitucional, a PEC 280. Pela base aliada do governador Eduardo Leite (PSDB) na Assembleia Legislativa. Junto com isso, o governador tucano já engatou para ser apreciado no Legislativo a venda da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e que também foi aprovada em tempo recorde. Eduardo Leite acabado com o plebiscito para a venda da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), Companhia Riograndense de Mineração (CRM) e Sulgás.

“Agora estamos na reta final, onde os comitês estão fazendo a divulgação do plebiscito, falando o que está em jogo e mapeando os locais que serão pontos de votação. Além dos locais fixos, também teremos urnas itinerantes nas comunidades, nos bairros, em praças, na frente de colégios, nas portas de fábricas. Tudo para que a gente possa dar ao maior número de pessoas a chance de expressar a sua opinião sobre as privatizações”, destacou o vice-presidente da CUT-RS e um dos coordenadores do Plebiscito Popular, Everton Gimenis.

 

Serviço para votar pela Internet:
Veja como votar online:

1) Acessar a plataforma de votação:
https://decidimrs.com.br/

2) Clicar no banner que aparece quando se abre a página, onde está escrito “Plebiscito Popular sobre as Privatizações – Vote Aqui”;

3) Preencher os dados (Nome e CPF) e responder “sim” ou “não” às perguntas;

7) Marcar que concorda com os termos de uso;

8) Clicar em “Enviar”.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *