Publicidade

Petrobrás e o preço da gasolina: 9 perguntas essenciais sobre o tema

  • em



De quem é a culpa pelo aumento da gasolina, do diesel e do gás de cozinha? E o que pode ser feito para mudar isso? O site PT Nacional elaborou respostas para essas e outras perguntas. Confira

 

Os brasileiros nunca pagaram tão caro pela gasolina e pelo diesel e gás de cozinha.

 

Elaboramos um tira-dúvidas para que você saiba por que isso está acontecendo.

 

Leia abaixo:

 

A Petrobrás é culpada pelo alto preço da gasolina e do diesel?

 

Não. A Petrobrás é uma empresa pública que existe desde 1953, e nunca o Brasil tinha visto um preço tão alto da gasolina, do diesel e do gás de cozinha. A culpa na verdade é do atual governo, que é quem decide como a Petrobrás vai agir.

Como assim? Quem é o dono da Petrobrás?

 

A Petrobrás é uma empresa pública, então seu principal dono é a população do país, por meio do Estado brasileiro. Algumas pessoas podem comprar uma parte dela em formas de ações, mas os principais donos são os brasileiros.

 

Por isso que, quando alguém é eleito presidente do Brasil, essa pessoa se torna responsável pela Petrobrás. Ou seja, passa a decidir o que a empresa vai fazer.

 

Então, por que a gasolina, o diesel e o gás estão tão caros?

 

Porque a direção escolhida por Jair Bolsonaro pratica uma coisa chamada PPI (preço por paridade de importação), adotada só a partir do governo Temer. Com o PPI, sempre que o combustível fica mais caro lá fora, a Petrobrás sobe o preço aqui dentro.

 

Isso faz a empresa ter lucro e aqueles poucos acionistas ganhar dinheiro. Mas a população sofre muito com os altos preços (clique aqui para ler mais sobre o PPI).

E a guerra na Ucrânia, não é culpada?

 

Também não. A guerra, de fato, subiu o preço do petróleo lá fora. Mas, se o governo não adotasse o PPI, esse aumento não precisava ser repassado para os brasileiros. Afinal, a Petrobrás consegue pegar petróleo aqui mesmo no Brasil e fabrica gasolina aqui mesmo.

 

E por que dizem que, se o PPI acabar, vai faltar gasolina?

 

Na verdade, o governo não está produzindo gasolina suficiente no Brasil porque parou de construir refinarias (fábricas de gasolina) e diminuiu a produção das que já existem porque quer vendê-las.

 

Junto com isso, o governo passou a incentivar a importação de gasolina, que depende do PPI para dar lucro. Por isso diz que, sem o PPI, a importação vai acabar e vai faltar gasolina.

 

Mas, em outras épocas, mesmo importando gasolina, o Brasil sempre aproveitou que tem o controle da Petrobrás e gerenciou os preços. Por exemplo, em 2002, no governo FHC, o preço do diesel subiu 129% e a gasolina 146,8%, nas refinarias. Mas esse aumento não chegou totalmente às bombas. Com o PT, o Brasil também importava gasolina e diesel, mas o preço não era tão alto.

O que o Bolsonaro pode fazer para baixar o preço dos combustíveis?

 

Pode fazer tudo. Porque ele é o presidente do Brasil, logo é ele quem escolhe o presidente e os diretores da Petrobrás. Se hoje os diretores da Petrobrás estão cobrando muito caro pela gasolina é porque Bolsonaro os colocou lá e deixa eles fazerem isso.

Mas, se Bolsonaro fizer uma intervenção na Petrobrás, não vai ser um ditador?

 

Não. Ele vai agir como um presidente deve agir. No mundo todo, em todas as democracias, o governo é responsável pela política energética, ou seja, é responsável por garantir que o país tenha energia da forma mais barata possível.

 

E isso é importante porque, sem energia ou sem energia barata, um país não pode se desenvolver economicamente. Portanto, usar a Petrobrás, que é do povo, para garantir energia barata é uma obrigação do presidente.

Como consumidor, eu ajudo a baixar os preços se boicotar os postos da Petrobrás?

 

Não. Os postos BR não são mais da Petrobrás. Foram vendidos pelo governo para a iniciativa privada. Então, parar de abastecer nos postos BR não afeta em nada a Petrobrás.

 

Além disso, a ideia de boicotar a Petrobrás não é boa. A Petrobrás tem que ser fortalecida até conseguir retirar todo o petróleo e produzir toda a gasolina de que o país precisa. Aí, o Brasil não vai depender de ninguém e vai ter combustível sempre a um preço justo. Mas para isso acontecer, o governo precisa agir. Não pode fazer o que está fazendo hoje.

Privatizar a Petrobrás abaixaria os preços dos combustíveis?

 

Não, pelo contrário. A venda de partes da Petrobrás já fez os preços subirem. Veja o que acontece na refinaria da Bahia que era da Petrobrás e o governo vendeu para empresários árabes. Essa refinaria hoje cobra um preço mais alto que a média do país.

 

Se a Petrobrás continuar pública, os brasileiros sempre poderão reclamar com o presidente do Brasil para que ele faça alguma coisa. Se ela for de um empresário, ele não vai dar bola para o que a população diz, porque ele só vai estar interessado em lucrar mais e mais.

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *