Publicidade

Pelé e Raúl comemoram presença do Cosmos em Cuba: ‘Algo histórico’

  • em



Em 2015, a ESPN divulgou uma matéria a notícia de que “Pelé e Raúl comemoraram a presença do Cosmos em Cuba: ‘Algo histórico'”. Confira o texto na íntegra

 

 

Na esteira da reabertura política entre os governos de Cuba e dos Estados Unidos, processo iniciado no fim do ano passado, o New York Cosmos quebrou um tabu ao ser a primeira equipe norte-americana a voltar a Cuba em 16 anos. Com a presença de Pelé, ex-jogador e presidente de honra, e do espanhol Raúl, que deve ser titular no jogo desta terça, o time de Nova York enfrentará a seleção cubana em uma partida festiva.

 

 

O time da NASL, espécie de segunda divisão dos Estados Unidos, é a primeira franquia esportiva norte-americana a voltar ao arquipélago caribenho desde 1999, quando um time de beisebol esteve na ilha. A expedição do Cosmos é mais um fato para comprovar a aproximação entre os dois países, que mantinham relação instável desde os anos 1960 sob contexto da Guerra Fria.

 

 

Após chegar a capital Havana na última segunda-feira, Raúl se mostrou surpreso com a receptividade dos cubanos. Jogador do Real Madrid durante 16 anos, o atacante sentiu de perto o carinho dos caribenhos. “Fiquei surpreso. Estive passeando por Havana e muita gente me parou. Não esperava por isso. Tomara que possamos fazer um bom jogo para as pessoas, é algo histórico”, disse o atleta.

 

 

Atração no evento que pode desviar as atenções da mídia do escândalo de corrupção que se abateu sobre a Fifa na última semana, Pelé, tido por muitos como o maior jogador de todos os tempos, mostrou-se lisonjeado por fazer parte desse momento, e até relembrou a expedição feita pelo Santos à África nos anos de 1960, quando o time “parou” a guerra civil no Congo.

 

 

“Eu fui a Kinshasa (capital da República do Congo) com o Santos e a guerra parou precisamente para o jogo, agora venho a Cuba quando as relações diplomáticas se abrem. Sou uma pessoa sortuda por ver como o futebol une as pessoas”, disse o rei do futebol, que vestiu a camisa do Cosmos entre 1975 e 1977, após sua saída do Santos.

 

 

Se o brasileiro naturalizado espanhol, Marcos Senna, não estará à disposição do técnico Giovanni Savarese, Raúl deve ser titular no New York Cosmos para o amistoso contra Cuba. A equipe de Manhattan ainda disputa o título da NASL diante do Jacksonville, no dia 13 de junho, e tem o clássico contra o New York City no dia 17.

 

 

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Publicado em 02/06/2015, 11:13
Atualizado em 02/06/2015, 11:13

Foto da capa: Yénier Márquez, da seleção cubana, Pelé e Raúl, do New York Cosmos

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *