Publicidade

Pela paz nas periferias, 1° Marcha em Defesa da Vida acontece neste sábado em Palmas

  • em


Movimentos sociais, moradores da periferia e instituições públicas estarão concentrados neste sábado (19), às 17 horas, na Estação Xerente, em Palmas

 

 

Com o objetivo de chamar a atenção do poder público devido ao crescimento da violência nas periferias  de Palmas, a urgência do fortalecimento e ampliação de políticas públicas para juventude periférica palmense, movimentos sociais, sendo eles movimentos negro, culturais, periféricos, moradores da periferia e ainda intiuições públicas, realizam a marcha na região sul de Palmas.

 

Uma das organizadoras Rossana Reis, jovem negra e periférica, argumenta que a população junto com o Movimento Negro precisa ir às ruas, dizer à sociedade que as vidas negras e periféricas importam, e que possuem um significado, simbolizam resistência.

 

“A  juventude está atenta! Entendemos que as violências não surgem do nada, precisamos denunciar esse projeto de extermínio e conseguir ser os porta vozes das nossas demandas e reivindicações”, conta a jovem.

 

Rossana ainda fala dos altos índices de violência e mortes de jovens negros periféricos, “não queremos nossos familiares perifericos mortos por falta de segurança ou tomando outros caminhos pela falta de oportunidade. Queremos políticas públicas para nossas quebradas,” enfatiza a ativista.

 

A ação está adaptada para o momento de pandemia, segue as orientações das organizações de saúde, com distanciamento social, uso de máscara e álcool gel.

 

Para mais informações acesse o perfil do instagram (@marchaemdefesadavida).

 

  • Compartilhe