Publicidade

Partidos em São Luís deixam convenções para reta final do prazo

  • em


As convenções partidárias em São Luís vão se concentrar na etapa final do prazo estabelecido pela legislação, que estende esse processo de escolha de candidaturas até o dia 16 próximo. Até o momento, apenas o PV, que lançou como candidato a prefeito o deputado estadual Adriano Sarney, neto do ex-presidente José Sarney, realizou sua convenção no dia 31 de agosto. Sua companheira de chapa será a militante Vall Nascimento.

 

Até o momento, estão previstas as convenções dos seguintes partidos, que lançarão nomes para disputar a Prefeitura de São Luís: PSTU – dia 10; PROS – 11; DEM, Republicanos e PSB – 12; PCdoB e Rede – 13; PSol e Solidariedade – 16. Apenas o Podemos, que tem como candidato a prefeito o líder nas pesquisas, deputado federal Eduardo Braide, não marcou a data para a realização da convenção.

 

No dia 3, quinta, o Solidariedade realizou reunião para anunciar o companheiro de chapa do pré-candidato a prefeito Carlos Madeira. Trata-se do capitão do Corpo de Bombeiros do Maranhão, Jeremias Freire, também do SD.

 

Outros partidos que terão chapa pura (ou seja, candidatos a prefeito e vice da mesma sigla) já definiram chapas completas. É o caso do PSTU e do PSol. Entre os partidos que formarão coligações majoritárias, há apenas indicações de nomes, mas que podem ser substituídos até a data das convenções.

 

O caso mais complicado parece ser o do DEM, do candidato a prefeito Neto Evangelista. A coligação de apoio a essa candidatura reúne, além do DEM, o PTB, o PDT, o PSL e, mais recentemente, o MDB da ex-governadora Roseana Sarney. A disputa pela vaga de candidato a vice-prefeito se concentra no interior do PDT, que tem o atual prefeito Edivaldo Holanda Júnior em suas fileiras.

 

Além do mais, o PDT dirigiu São Luís por quase duas décadas, tendo levado o falecido ex-governador Jackson Lago à Prefeitura de São Luís por três vezes. A discussão interna do PDT se dá entre os que desejam ver preservado o legado de Jackson e as forças que ingressaram no partido nos últimos anos. Entre os “históricos”, alguns nomes são lembrados como Rubem Brito, Léo Costa, Renato Dionísio e Aziz Santos. Este último, inclusive, já foi vice-prefeito de São Luís, durante a administração Conceição Andrade.

 

  • Compartilhe