Publicidade

Para confundir opinião pública, Guedes compara servidor público a militante político

  • em



“Poderíamos, assim como outros governos, estar abrindo concursos públicos, colocando gente para dentro, para aparelharmos o Estado”, disse o ministro da Economia, em audiência na CCJ da Câmara

 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comparou servidores públicos que ingressam nos cargos por concurso a militantes políticos.

 

A declaração foi dada durante audiência pública na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados, que debate a admissibilidade da reforma administrativa. A informação é do portal UOL.

 

“Poderíamos, assim como outros governos, estar abrindo concursos públicos, colocando gente para dentro, para aparelharmos o Estado e termos bastante militantes trabalhando para nós no futuro. Não estamos pensando assim, estamos pensando nas gerações futuras”, afirmou.

 

Guedes ‘fugiu’ da CCJ

 

Segundo relatou a deputada Maria do Rosário, sem ouvir as manifestações dos 38 deputados presentes na audiência, Paulo Guedes ‘fugiu’ após 10 intervenções, e sem responder aos questionamentos a respeito da PEC 32. “De que tem medo, Paulo Guedes?”, indagou.

 

 

A própria deputada, que coordena a bancada do PT, argumentou que a proposta apresentada pelo governo Bolsonaro é inconstitucional. “Não se pode separar serviço público de desenvolvimento em um país com tanta desigualdade social em nome do mercado”, criticou.

 

Do 247

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *