Publicidade

Organização Mundial da Saúde aprova primeira vacina contra malária: a Mosquirix. Doença mata 500 mil pessoas por ano

  • em



A Organização Mundial da Saúde acaba de aprovar a primeira vacina contra a malária: a Mosquirix, um imunizante recombinante à base de proteína.

 

O fato é histórico pelo fato de a malária ser uma doença que atinge principalmente as populações pobres do planeta.

 

Mata 500 mil pessoas todo ano, 260 mil das quais crianças de menos cinco anos na África Sub-Saariana.

 

A vacina, desenvolvida pela GlaxoSmithKline, imuniza as crianças contra o parasita Plasmodium falciparum, o mais letal dos cinco patógenos que predominam na África.

 

Nos testes clínicos, a vacina se mostrou eficaz em 50% dos casos severos da doença no primeiro ano, caindo para zero no quarto ano, determinando portanto doses de reforço.

A Organização Mundial da Saúde acaba de aprovar a primeira vacina contra a malária. a Mosquirix, um imunizante recombinante à base de proteína.

 

O fato é histórico, pelo fato de a malária ser uma doença que atinge principalmente as populações pobres do planeta.

 

Mata 500 mil pessoas todo ano, 260 mil das quais crianças de menos cinco anos na África Sub-Saariana.

 

A vacina, desenvolvida pela GlaxoSmithKline, imuniza as crianças contra o parasita Plasmodium falciparum, o mais letal dos cinco patógenos que predominam na África.

 

Nos testes clínicos, a vacina se mostrou eficaz em 50% dos casos severos da doença no primeiro ano, caindo para zero no quarto ano, determinando portanto a necessidade de doses de reforço.

(*) Por Antônio Carlos Queiroz (ACQ)

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *