Publicidade

Operação da Polícia Federal no Maranhão tem deputado como alvo

  • em


Operação da Polícia Federal, envolvendo 48 policiais, foi realizada hoje,9, pela manhã, no Maranhão, tendo como principal alvo o deputado federal Josimar Maranhãozinho, presidente do PL no Estado.

 

Deputado Josimar Maranhãozinho  /  Foto de Cleia Viana/Câmara dos Deputados

 

A operação, denominada de “Descalabro” foi autorizada pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal e cumpriu 27 mandados de busca e apreensão em São Luís e em outros municípios maranhenses. A casa e o escritório do parlamentar foram um dos destinos da ação dos policiais, que apreenderam cerca de 2 milhões de reais nesses locais.

 

A operação da Polícia Federal apura desvio de dinheiro de emendas parlamentares na área da saúde no estado. no montante de R$ 15 milhões. Segundo apurado pela Polícia Federal, o deputado Josimar Maranhãozinho destinou emendas parlamentares, para os municípios do interior do Estado, onde mantém redutos eleitorais.

 

Conforme a PF, os Fundos Municipais de Saúde, ao receberem os recursos, firmaram contratos fictícios com empresas “de fachada”, pertencentes ao deputado, que estão em nome de interpostas pessoas, desviando, assim, o dinheiro público. Posteriormente essas empresas efetuaram saques em espécie e o dinheiro era entregue ao parlamentar, no seu escritório regional em São Luís.

 

Após a operação, a assessoria de comunicação do deputado distribuiu nota oficial em que afirma que “o deputado estranha que a operação tenha surgido justamente, pouco tempo depois de reafirmar sua candidatura ao governo em 2022 e, coincidentemente, a uma semana após ser alvo de uma série de ataques dos adversários”.

 

A nota diz, ainda, que “o montante em espécie que foi encontrado em seu poder são oriundos de sua atividade pecuária e empresarial”.

 

 

 

 

 

  • Compartilhe