Publicidade

O Supremo Tribunal está pagando por seus erros do passado

  • em



Lula deveria ter comentado sobre a graça concedida por Bolsonaro a Daniel Silveira?

 

Não necessariamente. As razões, cada um tem as suas. No caso lula, o silêncio fala mais alto. Só ele sabe, o que foi ter sido condenado sem provas e preso injustamente, por um juiz incompetente, tudo com aval do STF. Vejamos para recordar:

 

O STF está pagando pelos seus erros do passado recente.

 

Anteontem, quando Gilmar Mendes concedeu uma liminar, proibindo Lula de assumir a Casa Civil, não havia nem processo contra Lula. Foi a forma que acharam para enfraquecer politicamente, ainda mais, a Presidenta Dilma.

 

Sabiam que Lula era um grande articulador. Não deixaram ele assumir. A decisão de Gilmar, era flagrandemente ilegal, inconstitucional.

 

Mas nem Dilma e nem Lula, desrespeitaram a corte, e, em respeito às instituições e à Democracia aceitaram, mesmo sabendo ser ilegal e imoral.

 

Quando iniciou o golpe parlamentar/judicial, a Presidenta, digna como é, “não comprou o Centrão”. Buscou o STF com um Mandado de Segurança. Rosa Weber foi designada relatora. Assim, se julgasse o MS, teria de parar o golpe, apelidado de impeachiment, por absoluta falta de provas, o que fez, então, Rosa Weber? No jargão advocatício: “sentou em cima do processo”, não julgou e, como era Mandado de Segurança, “pela lei” teria de ser apreciado, em no máximo 48 horas. Silenciou. Só julgou “quatro anos depois”, deu perda de objeto. Dilma ja tinha sido afastada.

 

E o TCU, este ano, “absolveu a Presidenta Dilma”, declarando que ela não havia cometido crime algum e aí, arquivou o processo por improbidade administrativa, por “absoluta falta de provas”.

 

A mídia, que tanto acusava Dilma, nada, noticiou, além do rodapé, tipo “an passant.” Se o STF tivesse julgado em tempo habil o MS, não teríamos o golpe parlamentar/judicial e a velha frase de Romero Jucá, “vamos tirar ela, com tudo, com o judiciário”, teria caido no vazio.

 

Quando a defesa do Presidente Lula arguiu no STF, a incompetência de Curitiba/Moro, de jugar supostos crimes na Petrobrás, foi designado Edson Fachim como relator. Este fez o mesmo que Rosa Weber, “sentou em cima do processo” e deixou Lula ser ILEGALMENTE, processado, condenado e preso, mesmo sabendo, Fachim e o STF, que tudo estava errado, fora da lei.

 

Quatro anos depois, Fachin fez o que devia ter feito quatro anos atrás. Quando Fux proibiu Lula de ser candidato, em 2018, também rasgou a CF, não havia nada que impedisse Lula de ser candidato. Mas sabiam que mesmo estando preso, ganharia de Bolsonaro. Todas as pesquisas mostravam isso.

 

Quando o mesmo Fux, proibiu ilegalmente, Lula de dar uma entrevista, aplicando a Lula “a lei do silêncio”, que nem existe na legislação brasileira, foi aplaudido pela trupe de Bolsonaro, com apoio da mídia corporativa, Globo à frente.

 

Os que bateram palmas para FUX naquela época, são os mesmos que o hoje o xinga. Eles todos sabiam que se Lula falasse, ELEGERIA HADDAD.

 

Poderia citar aqui, um número imenso de erros, grosseiros e ilegais, realizados pelo STF, “para auxiliar e concluir o golpe”.

 

Enquanto isso, Lula era cada vez mais respeitado fora do país e seu prestígio pessoal, no país, continuava inalterado entre o povo, este acostumado a ver a “justiça a fazer injustiça”. Os pobres sabem disso, conhecem muito bem uma justiça que faz injustiça.

 

Então, Bolsonaro, que foi favorecido descaradamente pelo STF, “sabe muito bem com quem está tratando” e, como fascista que é, não tem lealdade alguma.

 

Os desmoralizou. O decreto de graça, não salvou Silveira, quer salvar o próprio bolsonaro, uma forma de ajuntar ao seu lado, seus seguidores, que hoje estão igual “cego em tiroteio,” não sabem pra, que lado seguem.

 

O STF foi desmoralizado, pelo seu principal favorecido e parceiro no golpe. O resultado de toda a bagunça jurídica, comandada pelo STF, no início do golpe que por quatro anos ajudou a sustentar, “se volta agora contra o STF”.

 

Com uma abusiva e ilegal canetada, Bolsonaro fez o mesmo que Gilmar Mendes e Fux fizeram contra Lula e contra a Democracia e o Estado Democrático de Direito.

 

Bolsonaro aprendeu rápido. Diz o ditado popular: “quem quer respeito, respeita”. Se o STF, em um passado recente, não respeitou o Devido Processo Legal, não respeitou o Estado Democratico de Direito, e os beneficiários disso sabem perfeitamente disso, porque, agora respeitariam o STF. Como são fascistas, agiram como, pois no fascismo não há lealdade, só interesse e, portanto, descartam qualquer um, quando não mais interessa.

 

Assim não interessa mais a Bolsonaro, aliança com o STF. Sem nenhum temor, rasgou a decisão e jogou no lixo.

 

Foi assim que Hitler dominou tudo, no mundo, por mais de uma década.

 

O STF está pagando por seus pecados, assim como a mídia corporativa, cada vez nais desmoralizada, assim como Moro e Dallangnol, assim como Ciro Gomes, o fujão, assim como Dória e o seu Bolsodória, Witzel. Bebiano, Paulo Marinho, Alexandre Frota, Joyce Hessalman, etc. e etc.

 

O mesmo vai ocorrer com Bolsonaro, vai também pra mesma vala, onde hoje joga, seus antigos, aliados.

 

Espero que “os militares” se dêem o respeito, e não entrem na aventura do golpe armado, pois serão tambem defenestrados, como foi “a boliviana que deu o golpe na Bolívia, com apoio dos militares”. Estão todos presos, a Impostora Presidenta e “os quatro Generais” que comandaram o golpe.

 

Assim caminha o Brasil, e que o dia 02/10/2022, seja “o dia do resgate definitivo da democracia”, respeitando-se a vontade popular. Quem constrói casa na areia, está fadado a vê-la ruir, e sempre com tragédia.

 

(*) Por Eder Barbosa, advogado

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *