Publicidade

O Brasil, Lula e o conflito da Ucrânia

  • em



Depois da destruição da máquina de guerra que a OTAN montou na Ucrânia, com a ajuda decisiva dos mísseis cruzeiro russos, a ameaça militar perdeu seu poder ofensivo e Putin deve dar os passos seguintes para pacificar e desnazificar o país que tinha virado instrumento passivo da EUA direcionado contra a Rússia.

 

 

 

Agora começa a briga de versões e a busca de ganhos políticos de ambos os lados. Está claro que Biden perdeu e ainda deixou a Europa, sobretudo a Alemanha, numa sinuca de bico: sem gás extra, sem vitória para mostrar e ameaçando ridiculamente a Rússia com sanções que não mudam nada.

 

 

 

E o Brasil, como fica no meio disso tudo? Do ponto de vista econômico provavelmente também sofrerá os efeitos negativos das sanções americanas contra a Rússia além do possível aumento nos preços dos combustíveis.

 

 

 

Politicamente a melhor posição para o governo brasileiro seria a de manter independência, sem se atrelar a nenhum dos dois lados. Essa sempre foi a tradição diplomática brasileira, que Bolsonaro rompeu ao se colocar contra a China e a favor do governo Trump.

 

 

 

Mas depois da sua recente viagem à Rússia ele pode tentar manter uma equidistância desse conflito, muito embora o seu vice-presidente, general Mourão, tenha saído na frente defendendo que os Ocidente “ataque a Rússia”, uma posição tão amalucada que provavelmente ninguém o levará a sério. Oficialmente a OTAN já descartou essa ideia.

 

 

Mas as forças da direita que nunca desistem da chamada terceira via esfregam as mãos de contentamento diante da oportunidade de jogar no colo de Lula o conflito da Ucrânia. Para isso tentarão criar uma relação ideológica (que não existe) entre a esquerda brasileira e as ações militares de Putin contra a OTAN e os Estados Unidos.

 

 

Se é certo que os conflitos da Rússia com a Ucrânia e os Estados Unidos vão produzir consequências anti-hegemônicas que limitarão o poder global norte-americano, suas causas imediatas decorrem das necessidades prementes da segurança nacional da Rússia, nada tendo a ver com esquerda ou direita. É um conflito no âmbito das disputas geopolíticas dessas duas superpotências militares.

 

 

Claro que Lula não precisa de conselhos. Nas suas primeiras declarações ele demonstrou que se manterá distante dos dois lados do conflito, mas condenado a guerra, chamando a responsabilidade da ONU, que considera como o único órgão internacional autorizado para “meter o bedelho” na guerra, e apelando para a volta da diplomacia, das negociações e a defesa da paz, que é o território onde sempre se destacou internacionalmente.

 

 

O PT e Lula devem ter muita habilidade para responder à ofensiva ideológica da grande mídia da direita, que já começou, para não se deixarem contaminar pelas controvérsias desse seríssimo conflito internacional, por sinal, já devidamente controlado por um autocontrolado Putin.

 

 

A ligação que de fato interessa da nossa luta com o plano internacional é a derrota do governo neofascismo de Bolsonaro e de sua campanha contra a vacina, a defesa do meio ambiente e do Estado democrático de direito e a manutenção de relações pacíficas com todos os países do Planeta.

 

 

(*) Por Val Carvalho – escritor e militante de esquerda.




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.

 

 

Você pode nos ajudar aqui:

 

 

Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

 

 

BRB

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

 

 

→  PIX:23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

 

 

📷 Instagram

🎞️YouTube

📱Facebook  

💻Site

 

 

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

 

 

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *