Publicidade

Novas regras para conter avanço da Covid-19 nos asilos gaúchos

  • em


As recomendações fazem parte da Portaria nº 289/2020 da Secretaria de Saúde, publicada nesta terça-feira, 05, no Diário Oficial do Estado (DOE). Foram definidas normas de prevenção ao coronavírus em Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPIS).

 

Segundo o documento, os asilos são considerados prioritários no combate à Covid-19. Já que abrigam pessoas dos grupos de risco e por ter funcionários, o que aumenta a possibilidade de contágio. Foram registradas 8 mortes em asilos no Rio Grande do Sul nos municípios de Lajeado, Novo Hamburgo, Passo Fundo e Porto Alegre. Entre as principais regras constam a proibição de visitas de pessoas com sintomas respiratórios e crianças com menos de 12 anos.

 

Também foram estabelecidos horários de visitação para reduzir aglomerações; distanciamento de 2 metros entre pessoas; acompanhamento diário das condições de saúde dos funcionários e residentes; contatos com as famílias para avaliar a possibilidade de isolamento domiciliar. O documento foi feito com a participação de representantes do setor, como sindicatos e empresários.

 

Cada asilo deve criar um plano de contingência para prevenção, monitoramento e controle da transmissão do vírus, a partir da Portaria. De acordo com o documento, se algum residente seja diagnosticado com Covid-19, o local deve permanecer em quarentena e não pode receber novos internos. A vigência da Portaria será somente, enquanto durar o Estado de Calamidade Pública no Rio Grande do Sul. A fiscalização será feita por equipes de vigilância estadual e municipais.

 

Em Passo Fundo, na região Norte, 18 idosos testaram positivo para coronavírus no asilo Nossa Senhora da Luz. Nesta terça-feira, o número de pessoas infectadas por Covid-19 chegou a 2.050 casos confirmados, com 87 mortes.

 

Foto de Marília Bissigo/Secretaria de Saúde RS – Reunião da secretária da Saúde, Anita Bergmann e diretores, em conversa com representantes do setor de (ILPIS)

 

  • Compartilhe