Publicidade

Nobel de Física 2021 vai para pesquisa de sistemas complexos, com destaque para predição do aquecimento global

  • em



Pesquisadores Syukuro Manabe, Klaus Hasselmann e Giorgio Parisi vão dividir prêmio de 10 milhões de coroas suecas

 

O Prêmio Nobel em Física deste ano (2021) foi dedicado à compreensão de sistemas complexos, dentre eles o que permite a compreensão das mudanças climáticas que afetam nosso planeta.

Os pesquisadores Syukuro Manabe, dos Estados Unidos da América (EUA), e Klaus Hasselmann, da Alemanha, foram premiados, especificamente, por modelarem o clima terrestre e fazerem predições sobre o aquecimento global.

 

A outra metade do prêmio foi para Giorgio Parisi, da Itália, que revelou padrões ocultos em materiais complexos desordenados, das escalas atômica à planetária, em uma contribuição essencial à teoria de sistemas complexos.

 

“Muitas pessoas pensam que a física lida com fenômenos simples, como a órbita perfeitamente elíptica da Terra ao redor do Sol ou átomos em estruturas cristalinas”, disse Thors Hans Hansson, membro do comitê de escolha do Nobel, na coletiva que apresentou a escolha.

 

“Mas a física é muito mais que isso. Uma das tarefas básicas da física é usar teorias básicas da matéria para explicar fenômenos e processos complexos, como o comportamento de materiais e qual é o desenvolvimento no clima da Terra. Isso exige intuição profunda por quais estruturas e quais progressões são essenciais, e também engenhosidade matemática para desenvolver os modelos e as teorias que as descrevem, coisas em que os laureados deste ano são poderosos.”

 

De Salvador Nogueira/Folha de S. Paulo

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *