Publicidade

No Rio Grande do Sul, aulas retornam de forma remota a partir de 1º de junho

  • em


Aulas nas redes pública e privada voltarão de forma remota, a partir de 1º de junho. Na rede estadual, serão oferecidas por meio da plataforma Classroom, do Google for Education, estão previstas a criação de mais de 300 mil ambientes virtuais.

 

O governador Eduardo Leite explicou como vai ser o funcionamento nesta quarta, 27, durante entrevista coletiva transmitida pelas redes sociais. Para viabilizar a conexão de internet, a Assembleia Legislativa do Estado vai contribuir com R$ 5,4 milhões de reais ao longo de 12 meses. O que vai auxiliar para que a Secretaria Estadual de Educação, garanta a oferta de até 900 mil smartphones cadastrados de alunos e professores.

 

O valor mensal para custear as operadoras de telefonia será de R$ 450 mil reais. “Sabemos que há desafios no ensino remoto quanto ao uso de tecnologias, e, nas próximas duas semanas, trabalharemos para alcançar todos os alunos e identificar as dificuldades de acesso”, como explica Eduardo Leite.

 

A partir de 15 de junho, será retomado o calendário de aulas presenciais do ensino superior, das pós-graduações e do ensino técnico. Restrita somente ao estágio curricular obrigatório e às atividades técnicas práticas de ensino essenciais à conclusão de curso, de pesquisa e em laboratórios.

 

 

  • Compartilhe