Publicidade

No Maranhão, PF mira garimpo e acerta prefeito

  • em



O município de Centro Novo foi surpreendido pela operação Curimã, da Polícia Federal, que mirou na busca de garimpo ilegal e acertou o prefeito Junior Garimpeiro, eleito em 2020.

O que leva uma população a eleger um prefeito envolvido em crimes de desmatamento, garimpo ilegal e uso de substâncias proibidas como cianureto e mercúrio contaminando águas, pastagens e lavouras? Essa a pergunta que não quer calar. A Polícia Federal deflagrou nesta semana uma operação para desbaratar uma quadrilha que agia no município de Centro Novo, a 257 km de São Luís, e acabou descobrindo que o líder da organização era o prefeito municipal, Junior Garimpeiro, do Partido Popular (PP), grupo com grande poderio econômico e político, que atua na região a mais de três anos, e pelo qual se elegeu. Mas, quem é Junior Garimpeiro, o prefeito eleito em 2020 na cidade de Centro Novo?

Segundo a Polícia Federal, Junior Garimpeiro (PP) é um dos principais responsáveis por mais de 60 mil hectares desmatados para abertura de garimpos ilegais de ouro, com uso abusivo de substâncias tóxicas. Para a Polícia Federal, ele é o principal suspeito de comandar a organização criminosa instalada na região para abertura de garimpo ilegal, sem qualquer autorização dos órgãos competentes do estado ou da União. O prefeito já é considerado foragido da justiça.

As investigações apuram que esses grupos utilizaram substâncias perigosas como cianeto e mercúrio, causando grande poluição ambiental e colocando em risco a população local exposta a estas substâncias, além da poluição do Rio Maracaçumé, considerado importante para toda a região. Durante a operação foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão de veículos, máquinas e armas e a prisão de cinco pessoas. O prefeito já é considerado foragido da justiça.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *