Publicidade

Nesta quarta (27), às 18h30, partidos de esquerda e movimentos sociais realizam plenária de mobilização ‘Fora Bolsonaro’

  • em


Partidos de esquerda, entidades, frentes e movimentos sociais irão realizar nesta quarta-feira (27), às 18h30, uma plenária geral de mobilização da campanha ‘Fora Bolsonaro’ em Salvador. O evento será via plataforma Zoom.

 

A plenária é a culminância das atividades ‘Fora Bolsonaro’ realizadas semana passada, como a carreata do último sábado (23). Os organizadores pretendem reunir a militância e a sociedade civil organizada para definir ações pró impeachment de Bolsonaro na capital.

 

Na convocatória, os organizadores explicam que a iniciativa é “plural, participativa, popular e de massas” e o objetivo é “fortalecer a luta da sociedade civil organizada para retirar Jair Bolsonaro da cadeira da Presidência da República. O governo Bolsonaro promove o desmonte do país com sua política de corte dos investimentos sociais, redução de verbas para a pesquisa, educação e tecnologia e de créditos para a indústria”.

 

Para Ademário Costa, presidente do PT de Salvador, a plenária é fundamental para a organização de ações pró impeachment de Bolsonaro. “Precisamos lutar para tirar Bolsonaro do poder e para garantir um plano de vacinação, medidas sanitárias, mais investimentos no SUS, a volta do auxílio emergencial e empregos para a classe trabalhadora. Para isso convocamos essa grande plenária de organização das lutas populares”, ressaltou.

 

Everaldo Augusto, presidente do PCdoB, destacou “O ano de 2021 começa a retomada do movimento popular, da resistência, do avanço, portanto, na luta do povo. Acredito, portanto, que um novo momento está recomeçando para a luta do povo brasileiro por democracia, liberdade e direitos”.

 

“Estamos vivenciando um momento muito duro em nosso país, com crise econômica, desemprego e crise sanitária. Por outro lado, temos um presidente negligente, irresponsável e negacionista, que contribuiu com a morte de mais de 200 mil pessoas. Tirar Bolsonaro da presidência é fundamental para restaurar o país, respeitar a pluraridade política, as liberdades civis, o direito e autonomia das entidades da sociedade civil e respeito à diversidade religiosa e cultural”, falou a presidente do PSOL, Cris Barros.

 

O presidente municipal do PSB, Silvio Humberto, também destacou a importância da união de forças contra o retrocesso. “É luta, assim fomos forjados na construção coletiva e mobilização. Urge darmos uma basta nesse desgoverno, o governo da desconstrução nacional que não se importa com a vida do povo brasileiro”.

 

Assinam esta convocatória: PT, PCdoB, PSOL, PSB, PCO, Confederação dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Federação das Associações de Bairros de Salvador (FABS), Federação Estadual de Associações de Moradores (FAMEB), União dos Estudantes da Bahia (UEB), União de Negros Pela Igualdade (UNEGRO), União da Juventude Socialista (UJS), União Brasileira de Mulheres (UBM), Movimento Negro Unificado (MNU), Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Organização feminista Tamo Juntas, Movimento Nacional De Luta Pela Moradia (MNLM), Artivistas, Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Coletivo de Entidades Negras (CEN), Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo.

 

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *