Publicidade

Muricilândia é o 1º município tocantinense a vacinar pessoas com 40 anos, sem comorbidades

  • em



Tocantins segue a passos lentos com a vacinação e é apontado como um dos estados que menos imunizaram a população

 

 

Com menos de 10% de toda a população vacinada com as duas doses, o Tocantins não consegue avançar o processo de vacinação contra a Covid-19. Dados do consórcio de veículos de imprensa apontam que o Estado continua sendo um dos Estados que menos vacinou a população.

 

 

Muricilândia, município localizado na região norte do Estado, com 3.587 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, é a cidade que mais avançou com a imunização da população, com quase 37% de pessoas vacinadas com a primeira dose, sendo o primeiro município tocantinense a vacinar a partir dos 40 anos, sem comorbidades.

 

 

 

De acordo com a Secretaria de Saúde, o município recebeu mais de três mil doses e já conseguiu vacinar os idosos, a comunidade quilombola e os ribeirinhos, além das pessoas com comorbidades, profissionais da saúde, da educação, da segurança, também já foram imunizados os trabalhadores que atuam na limpeza pública e as puérperas. Agora é a vez do público a partir de 40 anos sem comorbidade tomar a primeira dose.

 

 

 

Para a mestranda, professora Leidiane Privino, que é moradora da cidade, a sua expectativa agora que já está imunizada com as duas doses é de felicidade e gratidão. Estou muito feliz, porque fui imunizada, tomando as duas doses da vacina! Sensação de felicidade e minha gratidão a todas as pessoas que se preocuparam em imunizar a população da nossa cidade e, tenho fé que dias melhores virão, que possamos viver a normalidade para podermos reencontrar as pessoas com mais segurança, também nossos alunos… a gente só agradece, porque a vida importa e todos nós queremos viver”, disse ela.

 

 

Para incentivar a comunidade ao processo da vacina, várias atividades são realizadas no decorrer de cada mobilização geral. De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Rosiwelt Cormineiro, todas as atividades são pensadas para facilitar a busca ativa das pessoas que fazem parte dos grupos contemplados com a vacinação. Vamos sair em busca daquelas pessoas que ainda não compareceram a Unidade de Saúde, mas vamos até elas para lhes proporcionar o direito de ter a vacina e, em um tempo muito curto, iremos vacinar quase total a nossa população”, afirma o secretário.

 

 

O prefeito Alessandro Borges (PL), lembra que as atividades voltadas à saúde pública são organizadas pela equipe de saúde, que seguem cuidadosamente todas as recomendações para evitar a proliferação do vírus. “A intenção é não deixar que o vírus se espalhe na cidade”, ressalta.

 

 

O gestor público disse ainda que tem agido de forma consciente do seu papel, além dos desafios de proibir as aglomerações e reconhece o esforço de toda população no mesmo sentido. “Agradecemos às lideranças religiosas, aos comerciantes e à população em geral, por entender e nos atender quanto às necessidades do toque de recolher, o fechamento de bares e igrejas. Isso tem nos dado uma tranquilidade para chegarmos onde estamos, hoje, por exemplo, temos apenas dois casos confirmados, mas não podemos nos debruçar sobre o problema, temos é que buscar as soluções”, disse.

 

 

Até o fechamento desta edição, dados epidemiológicos sobre a Covid-19 no Tocantins mostram que o Estado já registrou 192.801 casos da doença e 3.106 óbitos.

 

 

A Secretaria Municipal de Muricilândia, esclarece que a vacinação na cidade ocorre diariamente, já no interior, a imunização é feita em dias específicos da semana, o objetivo é concluir a meta de vacinar toda população de cada faixa etária vigente.

 

 

 

Desde o inicio da pandemia, Muricilândia registrou 546 casos confirmados e 02 óbitos. A boa notícia é que, 538 pessoas já estão recuperadas. Nesta data, o município registra 06 casos ativos.

 

 

 

A última atualização do vacinômetro, registra que o Tocantins recebeu 759.400 doses. Deste montante, foram distribuídas 668.596 e aplicadas 514.194, sendo 373.732 para 1ª dose e 140.462 para 2ª dose.

 

 

 

  • Compartilhe

2 comentários

  1. O Jornal Brasil Popular é um veículo de oportunidades.
    Gratidão pela existência do projeto e por apresentar ao mundo histórias reais de comunidades simples, mas que fazem a diferença para a sua gente, mesmo no momento atual de tantas desilusões.

  2. Uma excelente matéria, feita por maria do carmo. uma matéria completa levando a importância da vacinação e índices, levando fatos reais de moradores da pequena cidade de muricilândia, que como sempre da um bom exemplo de humanidade e cidadania. Sem deixar de visar que suas matérias sao super interessante.PARABÉNS.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *