Publicidade

Morales defende retirada da Bolívia da OEA em meio a boicote crescente de líderes latino-americanos

  • em



Não só Jair Bolsonaro, mas também os presidentes do México e da Bolívia expressaram vontade de não participar da Cúpula das Américas em meio à exclusão de Cuba, Nicarágua e Venezuela.

 

Evo Morales, ex-presidente da Bolívia (2006-2019), sugeriu no domingo (15) que seu país deve deixar a Organização dos Estados Americanos (OEA), a organização que afirmou ter provocado o golpe de Estado de 2019 contra ele.

 

Frente a la exclusión de EE.UU de países liberados de su hegemonía, qué bueno sería que #Bolivia se retire de la @OEA_oficial ratificando nuestra posición antiimperialista, la soberanía e independencia del Estado pero también la identidad, dignidad y libertad del pueblo boliviano.

 

Frente à exclusão dos EUA de países liberados de sua hegemonia, que bom seria que a Bolívia se retirasse da OEA ratificando nossa posição anti-imperialista, a soberania e independência do Estado, mas também a identidade, dignidade e liberdade do povo boliviano.

 

Morales disse que a OEA teve um papel preponderante em anular através de um golpe de Estado os resultados das eleições de 2019, que foram declaradas pela OEA como tendo sido fraudadas. No entanto, pesquisadores independentes têm refutado essa conclusão e apontam o papel da OEA em precipitar a fuga de Evo Morales da Bolívia. Além disso, a Câmara dos Representantes dos EUA tem instado o Departamento de Estado a investigar o papel da OEA no evento.

 

Um número crescente de líderes latino-americanos tem desvalorizado a Cúpula das Américas, organizada pela OEA, que se realizará em junho em Los Angeles, EUA, a qual tem recusado a participação dos governos de Cuba, Nicarágua e Venezuela. Os presidentes do México e Bolívia, e agora também Jair Bolsonaro, foram reportados como não tendo vontade de participar da cúpula.

 

A OEA tem sido criticada há muito tempo como um veículo da política imperialista dos EUA, que fornecem quase metade do orçamento da organização.

 




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *