O intervalo para aplicação da dose de reforço da vacinacontra o coronavírusserá reduzido de cinco para quatro meses a partir da próxima segunda-feira, 20. De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a decisão tem como objetivo proteger a população da variante Ômicron.