Publicidade

Médicos cubanos vão trabalhar em 15 estados do México

  • em



Obrador agradeceu a Cuba e lembrou a falta de médicos no seu país, em virtude das políticas privatizadoras dos neoliberais, uns «farsantes» que agora se queixam da deterioração que eles mesmos provocaram

 

 

Os 500 médicos cubanos contratados pelo México vão trabalhar nos 15 estados que aderiram ao plano de saúde a cargo do Instituto Mexicano de Segurança Social (IMSS) e Bem-estar, revelou esta segunda-feira o secretário da Saúde do país azteca, Jorge Alcocer.

 

Depois de Nayarit, onde já se encontram 60 médicos da Ilha, outros grupos seguirão para Colima e Tlaxcala, acrescentou. Este primeiro grupo recebeu formação sobre regulamentos internos e também relativos às instituições que vão apoiar.

 

De acordo com o funcionário mexicano, existe a possibilidade de contratação de especialistas de outros países, tendo como objectivo alcançar o número necessário de médicos recomendados internacionalmente, informa o La Jornada.

 

Este ano, o número de vagas por preencher nos hospitais e centros de saúde no país americano chegou a 20 mil e, nesse sentido, as autoridades também estão a fazer estimativas sobre o tempo que requer a formação de recursos humanos na área da Saúde.

 

Por enquanto, no estado de Nayarit, onde a cobertura das necessidades de especialistas alcança os 66%, os 60 médicos cubanos recém-chegados serão distribuídos pelos 11 hospitais envolvidos no plano a cargo do IMSS.

 

Neste estado da costa do Pacífico, o governo realizou um investimento no valor de 54 milhões de pesos em infra-estruturas da Saúde, sendo que uma parte destes recursos foi destinada à reabilitação de 11 blocos operatórios de hospitais estatais, que estiveram sem funcionar entre um e 14 anos, informa a fonte.

 

Falta de investimento na Saúde deixou o país sem médicos

 

Na conferência de imprensa matinal diária, no Palácio Nacional, o presidente mexicano voltou a agradecer a Cuba «a vontade solidária, de apoio e colaboração, do governo e do povo», por enviarem profissionais de Saúde para o seu país e, assim, ajudarem a fazer frente à falta de médicos existente no México, sobretudo de especialistas.

 

Andrés Manuel López Obrador instou os seus adversários políticos – que se têm mostrado muito críticos em relação à contratação de médicos cubanos, com a imprensa ao seu dispor a falar de «luxos» – a acreditarem nele quando diz que «não temos médicos, não temos especialistas», porque, explicou, no período neoliberal não se investiu o necessário na Saúde e na Educação, pois o projecto era privatizar os sectores sociais para favorecer o capital e atacar os direitos das pessoas.

 

O chefe de Estado denunciou que, com a política de privatizações, os neoliberais deixaram o país sem médicos – «e agora temos de recorrer ao governo que os tem, que os formou e tem a possibilidade de garantir os profissionais que são precisos», referiu, citado pela Prensa Latina.

 

Referindo-se ao estado de Nayarit, onde já estão os primeiros cubanos, López Obrador, lembrou que os pobres, para irem a um hospital privado, têm de vender o pouco que têm, as suas parcelas.

 

«Estamos a falar de fazer valer o direito à saúde, de cuidados médicos e medicamentos gratuitos, de saúde para toda a população, para aqueles que não têm segurança social, e isso explica por que os contratamos e por que agradeço ao governo e ao povo irmão de Cuba por este apoio», disse.

 

Referindo-se aos ataques dos seus adversários, disse que o seu objectivo é «concluir a transformação do México» e que, quanto mais o atacam, mais livre se sente e mais avançará.

 

Alertou ainda a população para que não se deixe enganar por «esses farsantes» que querem continuar a aproveitar-se da escassez de médicos e da deterioração do sector público da Saúde que eles mesmos provocaram.




SEJA UM AMIGO DO JORNAL BRASIL POPULAR

 

Jornal Brasil Popular apresenta fatos e acontecimentos da conjuntura brasileira a partir de uma visão baseada nos princípios éticos humanitários, defende as conquistas populares, a democracia, a justiça social, a soberania, o Estado nacional desenvolvido, proprietário de suas riquezas e distribuição de renda a sua população. Busca divulgar a notícia verdadeira, que fortalece a consciência nacional em torno de um projeto de nação independente e soberana.  Você pode nos ajudar aqui:

 

• Banco do Brasil
Agência: 2901-7
Conta corrente: 41129-9

• BRB

 

Agência: 105
Conta corrente: 105-031566-6 e pelo

• PIX: 23.147.573.0001-48
Associação do Jornal Brasil Popular – CNPJ 23147573.0001-48

 

E pode seguir, curtir e compartilhar nossas redes aqui:

📷 https://www.instagram.com/jornalbrasilpopular/

🎞️ https://youtube.com/channel/UCc1mRmPhp-4zKKHEZlgrzMg

📱 https://www.facebook.com/jbrasilpopular/

💻 https://www.brasilpopular.com/

📰🇧🇷BRASIL POPULAR, um jornal que abraça grandes causas! Do tamanho do Brasil e do nosso povo!

🔊 💻📱Ajude a propagar as notícias certas => JORNAL BRASIL POPULAR 📰🇧🇷

Precisamos do seu apoio para seguir adiante com o debate de ideias, clique aqui e contribua.

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *