Publicidade

Mauricio Metri explica “os possíveis rumos do sistema financeiro internacional pós-pandemia”

  • em


A pandemia do Covid-19 tem reverberações nas disputas geopolíticas globais, e o papel do Brasil no mundo após esta crise ainda está em aberto. Para o professor Mauricio Metri, é preciso entender o histórico de disputas geopolíticas no passado recente para compreender os possíveis rumos do sistema financeiro internacional.

 

Na websérie Brasil Amanhã #32, ele lembra que os EUA têm expandido sua presença militar no mundo desde o fim da Guerra Fria, empreendendo guerras continuamente como forma de cercar potências rivais — China e Rússia. O financiamento vem da posição do dólar no sistema financeiro internacional, inclusive no setor de petróleo.

 

As nações rivais têm se movimentado. O Brasil, que vinha do fortalecimento do BRICS nos anos 2000 e de uma política externa multilateral voltada para o Sul Global, após 2016 sofreu um revés, perdendo totalmente sua força estratégica. Para Metri, podemos esperar, no futuro próximo, a intensificação do esforço chinês em “desdolarizar” o sistema. E os EUA devem manter a disputa político-militar entre as potências.

 

Clique aqui para ver no Youtube do Clube de Engenharia

 

Mauricio Metri é professor associado do Instituto de Relações Internacionais e Defesa da UFRJ e do Programa de Pós-Graduação em Economia Política Internacional do Instituto de Economia da UFRJ. Doutor, Mestre e Graduado em Economia pelo IE-UFRJ. Autor do livro “Poder, Riqueza e Moeda na Europa Medieval” publicado pela Editora FGV. Coordenador do Laboratório “Orti Oricellari de Estudos em Economia Política Internacional” e membro do Grupo de Pesquisa “O Poder Global e a Geopolítica do Capitalismo” vinculado ao CNPq.
  • Compartilhe