Publicidade

Maranhão utiliza UTIs aéreas em programa de transferência de doentes com covid-19

  • em


O governo do Maranhão deu início hoje, 23, a um programa de transferência de doentes de covid-19 de cidades onde haja perigo de colapso da rede hospitalar para aquelas onde o sistema de saúde ainda apresenta certa folga em termos de leitos hospitalares. Neste sábado, as transferências foram feitas de Imperatriz a São Luís, conforme informou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

 

O programa tinha sido anunciado na noite de ontem, 22, pelo governador Flávio Dino, através de seu Twitter: “Neste final de semana teremos três aviões UTI para interligar os vários hospitais regionais do governo do Maranhão. Objetivo das UTIs aéreas é a máxima eficiência na integração da rede estadual e apoiar municípios “.

 

Imperatriz, a segunda cidade mais populosa do Maranhão, tornou-se o epicentro da epidemia na parte continental do Estado do Maranhão. Ontem à cidade tinha 41 dos 45 leitos de terapia intensiva exclusivos para a covid-19 ocupados e todos os 66 leitos clínicos também dedicados ao tratamento da doença com ocupação.

 

As transferências devem continuar neste domingo, havendo possibilidade de outros pacientes de Imperatriz serem deslocados para outras unidades hospitalares no interior do Estado. O governo prometeu para amanhã à noite um balanço preliminar do programa.

  • Compartilhe