Publicidade

Maranhão ultrapassou hoje os 210 mil casos de covid-19 com alta recorde

  • em


O Maranhão ultrapassou hoje (08) os 210 mil casos de covid-19 com a marca de 7.895 casos ativos, com a média móvel relativa aos últimos 15 dias crescendo 95 por cento. Foi a mais abrupta alta na doença registrada no País, conforme levantamento divulgado hoje, com base nos registros das Secretarias estaduais de Saúde.

 

Também hoje os dois principais hospitais particulares de São Luís alcançaram 100 por cento de ocupação em seus leitos de terapia intensiva exclusivos para tratamento do covid-19. Na rede pública estadual, os leitos de UTI estão com 85,33% de ocupação na Grande Ilha da capital, 93,75% em Imperatriz e 52,03% no conjunto dos outros municípios.

 

Para se ter uma ideia da explosão dos casos, há pouco mais de 100 dias, em 29 de outubro, o número de casos ativos era de 2.244, o mais baixo dos últimos seis meses.

 

Na Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Ilha de São Luís, tramita, desde o dia 1°, uma ação civil pública movida pela Defensoria Pública do Estado solicitando tutela de urgência para a decretação de um lockdown em todo o território maranhense pelo período de 15 dias.

 

Hoje, o titular da vara, juiz Douglas de Melo Martins, intimou os representantes de todos os municípios do Maranhão e do Estado, além de outras instituições, a participarem de uma audiência de conciliação que busca chegar a uma solução referente ao caso, no dia 11, quinta-feira.

 

Ontem, domingo, o Maranhão recebeu 71.400 novas doses de vacina contra a covid-19, que começaram a ser distribuídas ontem mesmo. A capital e quatro regionais de saúde próximas a São Luís haviam recebido o imunizante até o início da noite de hoje.

 

O Maranhão já recebeu 126.798 doses de imunizantes contra a Covid-19. No Estado já foram vacinadas 83.328 pessoas, entre elas os profissionais de saúde (75.652); idosos institucionalizados (222); população indígena (6.790) e deficientes institucionalizados (2).

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *