Publicidade

Mais um dia histórico

  • em


“Meu coração

Tem um desejo imenso

De ver o dia

Nascer pelo avesso”

Aldo Justus

Do Liga Tripa – 1979

 

 

Um dia histórico. Um dia pra comemorar. O STF decidiu – por 8 X 3 votos – anular todas as sentenças da Lava Jato – A República de Curitiba – contra o Presidente Lula. Lula é Inocente, Moro Incompetente (post nas redes). A capa da revista Veja – não menos histórica -, publica De volta ao jogo, sobre a decisão do judiciário, o mesmo que corroborou todas as decisões (inclusive a prisão ilegal em 2ª instância) daquela farsa. O Reinaldo do MBL, o antipático jornalista que orquestrou as manifestações do golpe de 16, desde o “Vem pra Rua” de 2013, com forte apoio de toda mídia burguesa (leia-se Globo, Folha, Estadão, SBT, Record e outros), se rende às evidências. Todos se rendem e se curvam diante de Lula Inocente.

 

 

Um dia histórico em que o STF corrige uma injustiça e devolve os direitos políticos de Lula. Agora sim, Lula está livre e elegível. Ele é candidato. Ele pode voltar a disputar a Presidência da República. A militância aguerrida está de alma lavada: Um dia pra comemorar. Toma a Praça dos Três Poderes, canta, faz carnaval, merece festejar, merece a festa. Aquela mesma que foi à Curitiba, à Porto Alegre, à São Bernardo, e ao STF por tantos anos, todas as quartas, gritar o mesmo grito: Lula Livre! de guerra, de teimosia, de paixão, comemora. Ela merece! Merecemos! Agora é Lula Presidente!

 

 

Mas, na verdade, Lula vem fazendo história. São muitos os dias e fatos históricos. Desde a revogação da prisão indevida e ilegal, são muitas as votações revertidas, muitas injustiças corrigidas, muitas provas de que tudo era uma farsa jato. Tudo era mentira. E a Verdade, por fim venceu. A Lava Jato vai derretendo, desmanchando, diante das conquistas e a cada vitória de Lula, que vão provando sua inocência. A verdade vai prevalecendo diante das aberrações jurídicas que aconteceram com a conivência de todos eles, inclusive do STF, do STJ, do TSE – além do TRF 4, apêndice de Moro, o juiz suspeito.. É a Suprema Corte, que na verdade, vai se redimindo de si mesma. Da omissão, da ilegalidade da prisão inconstitucional em 2ª instância, da conivência com o juiz suspeito “em nome da moralidade”.

 

 

A imprensa, coautora da farsa, da mentira, da calúnia, da difamação, da desconstrução, da cobertura orquestrada, odienta e odiosa. Agora se dá conta do caos que criou para o Brasil, (quebrando o pequeno e médio empresário, expulsando as grandes construtoras, aumentando o desemprego, a miséria e a fome…tudo isso) na ânsia de destruição de Lula e o PT de Dilma (também inocentada no mesmo dia pelo TCU). Um dia histórico. A capa histórica de Veja dá o tom. O mea-culpa de Reinaldo Azevedo, os comentários – ainda que tímidos – de Miriam Leitão, de tantos outros. Enfiam o rabo entre as pernas, mas têm culpa sim, são responsáveis por tudo isso: o desgoverno, o genocídio, tudo. E a gente juntando numa conta pra junto a gente cobrar.

 

 

Um dia histórico. Um dia pra comemorar o Lula Livre, o Lula Inocente. Um dia pra sonhar o Lula – que as pesquisas já indicam: Presidente. Do povo buscamos a força. Os Comitês Lula Livre, Comitês de Luta Contra o Golpe, os Movimentos de Mulheres, de Negros, os militantes do PT, PCO e outros, o MST, o Acampamento, as peregrinações… Se a voz do povo é a voz de Deus…. deixa que o povo decida o seu próprio destino. Sem novas manobras, sem novas ameaças, sem golpes. Foi um dia histórico: 15 de abril de 2021. Agora é Lula Livre!!!

 

 

(*) Osni Calixto é jornalista e escreve para o Jornal Brasil Popular

  • Compartilhe

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *